Valberto Lira mantém decisão de torcida única na final do Paraibano

17
0
COMPARTILHE

O promotor e presidente da Comissão Estadual de Combate e Prevenção à Violência nos Estádios, promotor Valberto Lira, reafirmou nesta terça-feira (14) que a final do Campeonato Paraibano entre Campinense e Botafogo-PB vai ser mesmo realizada com torcida única. O promotor também deixou o Belo à vontade para ajuizar uma ação na Justiça contra a determinação do Ministério Público da Paraíba (MPPB).


Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

Segundo Valberto Lira, a decisão de torcida única, que foi antecipada pelo Portal Correio no dia 3 deste mês, foi mantida por conta dos problemas registrados na primeira partida entre os dois clubes, no Almeidão.

“A decisão está mantida e não mudou nada, é torcida única por conta dos problemas no primeiro jogo. Se o Botafogo quiser ajuizar uma ação na Justiça, o clube está à vontade”, afirmou Valberto Lira.

Nessa segunda-feira (13), um grupo de torcedores do Botafogo realizou um protesto em frente à sede da Federação Paraibana de Futebol contra a decisão do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

O Portal Correio tentou contato com o presidente do Botafogo-PB, Guilherme Navarro, para saber se o clube vai entrar na Justiça contra a determinação de torcida única, mas até o fechamento desta matéria as ligações não foram atendidas.

Na noite desta terça, por meio de nota oficial divulgada pelas redes sociais, o Botafogo agradeceu ao Ministério Público pela determinação de liberar a entrada de torcedores do Botafogo no segundo jogo da decisão do Campeonato Paraibano, mesmo que não uniformizados. Para esclarecer esse posicionamento, Lira foi novamente indagado. Conforme explicou o promotor, o MP não pode impedir que qualquer cidadão vá ao estádio. Ficam impedidas, no entanto, torcidas organizadas do Belo ou torcedores que estejam uniformizados com referências ao time pessoense.

“Permanece a decisão de torcida única”, concluiu Valberto Lira. 

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas