Vaqueiro ? condenado a 34 anos de pris?o por estupro e morte de Ana Alice na Para?ba

7
0
COMPARTILHE

O vaqueiro Leônio Barbosa de Arruda, de 25 anos, foi condenado a 34 anos e quatro meses de prisão, além de 60 dias de multa, pelo estupro e morte da adolescente Ana Alice Macedo Valentin, em 2012, que tinha 16 anos. Ele foi levado a júri popular nesta terça-feira (18) e o julgamento durou sete horas, na Câmara Municipal de Queimadas. Clique aqui para entender o caso.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Lêonio Barbosa foi acusado, pelo Ministério Público estadual, de estuprar, matar e ocultar o corpo da vítima. O crime ocorreu em 2012, na Zona Rural do município de Caturité, quando Ana Alice tinha 16 anos.

Durante o julgamento, o réu estava tranquilo o tempo todo, e no interrogatório, preferiu permanecer em silêncio. Ele já se encontra preso, desde 2012, no Presídio de Jacarapé ‘Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes’, em João Pessoa.

A acusação, representada pelo promotor de Justiça Márcio Teixeira de Albuquerque e os assistentes, pediu a condenação do réu pelos crimes citados na denúncia. Já a defesa do acusado, representada pelo advogado Márcio Maciel Bandeira, solicitou a absolvição alegando a negativa da autoria.

Direitos Humanos 

O deputado estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, Frei Anastácio, acompanhou o julgamento e elogiou a sentença do juiz.

“A justiça foi feita. Eu participei das mobilizações por justiça para o caso, desde o início. Quero elogiar a justiça pela forma como o julgamento foi conduzido e parabenizar às pessoas que lutaram em busca de que essa justiça fosse feita. Não teremos Ana Alice de volta, mas o mostro que cometeu o crime foi condenado, e que esse exemplo sirva de exemplo para outros que pretendam cometer violência contra a mulher. Vamos continuar lutando por justiça para os outros crimes ainda impunes”, disse o parlamentar. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas