V?deo mostra estudantes destruindo port?o do CAM; PMJP diz que foi “incidente”

19
0
COMPARTILHE

Uma comissão de estudantes foi recebida no fim da manhã desta quarta-feira (22) por representantes da Prefeitura de João Pessoa, que considerou como “incidente” o empurra-empurra que provocou a destruição do portão do Centro Administrativo Municipal como um incidente. Um vídeo mostra os estudantes chutando o portão do prédio público até ele ser destruído; veja abaixo.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com a Secretaria de Comunicação do Município, não haverá represálias e a Prefeitura irá consertar os danos causados por cerca de 400 estudantes que entraram nas dependências do Centro Administrativo Municipal, numa manifestação contra o aumento da tarifa de transportes urbanos da Capital que passou de R$ 2,45 para R$ 2,70 desde o dia 13 deste mês.

Houve um encontro entre estudantes e o chefe de Gabinete da Prefeitura de João Pessoa, Elan Ferreira de Miranda; o secretário de Segurança Pública e Cidadania, Geraldo Amorim; e o superintendente de Mobilidade Urbana, Roberto Pinto. Ficou acordado o agendamento de uma audiência dos manifestantes com o prefeito Luciano Cartaxo para discutir as reivindicações da classe estudantil.

‘Portões foram fechados’

O diretor da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), André Alves, disse que, no momento em que os estudantes iriam entrar no prédio num ato pacífico, os portões foram fechados. Com a pressão dos estudantes e o empurra-empurra acabou acontecendo a destruição. Veja o vídeo registrado por cinegrafista amador.

Ele disse ainda que a chefia de Gabinete da Prefeitura ficou de contatá-lo na próxima quarta-feira (29) para informar qual a data em que eles serão recebidos pelo prefeito Luciano Cartaxo (PT).

Os estudantes reivindicam a revogação do preço da tarifa de ônibus, ou seja, que volte a ser cobrado R$ 2,45; que seja implantada a tarifa social nos fins de semana, sem a cobrança de passagem para trabalhadores e estudantes; a volta da catraca para a porta traseira dos ônibus e a recontratação dos cobradores, para que eles voltem a operar nos ônibus em que os usuários são atendidos somente pelo motorista.

“Nossa principal reivindicação é a questão da revogação da tarifa, mas destacamos também a questão da tarifa social que dá gratuidade aos estudantes e trabalhadores nos sábados e domingos, como já acontece no município de Recife (PE)”, enfatizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas