Vereadores de cidade da PB acusam aliados do prefeito de agressão

0
COMPARTILHE

O vereador Rivaldo Melo (PMDB), da cidade de Pedras de Fogo, Na Zona da Mata da Paraíba, a 42 km de João Pessoa, registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil do município nesta terça-feira (28) contra alguns aliados do prefeito Derivaldo (Dedé) Romão, acusando-os de agressão. Segundo o parlamentar, os vereadores estariam sendo vítimas de ameaças e coerção de pessoas ligadas ao prefeito.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Rivaldo Melo também fez exame de corpo de delito no Instituto de Polícia Científica, na Capital. Além das ameaças e agressões físicas, o vereador disse que o carro dele foi depredado e que, além dele, todos os vereadores da oposição em Pedras de Fogo têm sido vítimas de ameaças e de coação. Segundo ele, a confusão acontece porque o gestor quer que se vote um projeto de suplementação orçamentária, de interesse dele, mesmo durante recesso parlamentar, sendo necessária uma reunião extraordinária.

Na manhã desta terça-feira, estava marcada uma sessão da Câmara Municipal, sendo que os partidários do prefeito lotaram a galeria e o entorno da Casa. “Temendo pela segurança, os sete vereadores de oposição, e até mesmo uma vereadora da situação não compareceram, de modo que não houve quorum para apreciar as matérias”, disse Rivaldo.

“A multidão me atacou, chegando a depredar meu veículo e a me ameaçar até mesmo de morte. Alguns partidários do prefeito Dedé foram para a frente das casas dos demais vereadores de oposição, proferir xingamentos e ameaças”, relatou.

Segundo Rivaldo, o presidente da Câmara, vereador José Felinto, informou à Justiça, à Promotoria e à Polícia Militar que não há condições mínimas para que a Câmara se reúna, solicitando providências, no sentido de que seja garantida a integridade física dos vereadores e servidores daquela Casa Legislativa.

O prefeito Derivaldo Romão emitiu nota onde informa que deve recorrer à Justiça para que seja convocada uma sessão extraordinária na Câmara de Vereadores, para que possa ser votada uma suplementação orçamentária para o município.

Na nota, o prefeito informa que convocou a Procuradoria e, nesta quarta-feira (29), deve protocolar o pedido de convocação extraordinária.

Veja a nota na íntegra:

O prefeito da cidade de Pedras de Fogo, Derivaldo Romão, informa que irá recorrer na Justiça a realização de sessão extraordinária na Câmara dos vereadores do município para que seja votada a suplementação orçamentária, requerida pelo Poder Executivo, que deveria ter sido apreciada nesta terça-feira (28) e não pôde assim o ser, haja vista os vereadores que compõem a bancada de oposição esvaziaram a sessão.

O gestor esclarece que a suplementação será utilizada para o pagamento do funcionalismo público e que tal ação meramente politiqueira por parte da oposição só traz prejuízos para a população de Pedras de Fogo.

Com isso, irá protocolar nesta quarta-feira (29) pedido de convocação extraordinária dos vereadores, para que a sessão seja realizada e a suplementação devidamente votada.

Ele ainda declara que a Prefeitura Municipal vem pagando em dia o funcionalismo, além de fornecedores, assim como as parcelas do 13º salário e não há motivos para a prática realizada na sessão desta terça, onde os sete vereadores contrários à gestão esvaziaram a Casa em uma atitude completamente contrária aos interesses do povo.

“Gostaria de pedir a sensibilidade dos vereadores para que compareçam à sessão e possam votar esta suplementação que é para o povo de Pedras de Fogo. Por termos minoria na Câmara de Vereadores temos sofrido retaliação por parte da oposição, mas isso não pode nem deve acontecer, haja vista todos devemos trabalhar em prol da nossa população”.

Pedras de Fogo, PB, 28 de junho de 2016

Prefeito Derivaldo Romão

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas