Vídeo mostra taxista armado e atirando em bicicleta na Capital; polícia investiga

121
0
COMPARTILHE

Um taxista vai ser investigado após ter possivelmente atropelado a ameaçado de morte um ciclista que estava pedalando em uma avenida do bairro de Manaíra, Zona Leste de João Pessoa. O caso aconteceu às 19h desse domingo (11), foi filmado por testemunhas e vai ser investigado pela polícia como possível crime de trânsito seguido de tentativa de homicídio. Veja o vídeo no fim da matéria.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Além da vítima do possível atropelamento, outros três ciclistas estavam no local no momento do crime. Segundo uma das vítimas, os quatro jovens seguiam por uma avenida quando o taxista não teria obedecido a sinalização de trânsito e passado direto em uma placa de ‘pare’, atingindo uma das bicicletas.

“A gente vinha no sentido Praia-Manaíra. Onde o taxista vinha tinha uma placa de ‘pare’, mas ele não parou e passou direto, atropelando o meu primo. A pancada foi tão forte que ele [atropelado] caiu no capô. Quando eu vi ele caído, eu disse [ao taxista] “Olha o que você fez. Você está errado””, contou o ciclista.

Segundo um dos jovens, quando foi repreendido, o taxista se abaixou no carro e pegou uma arma. “Ele se abaixou e eu pedi para todo mundo se afastar que ele estava armado. Quando ele abriu a porta, eu corri e ele deu um disparo. Nos escondemos em um prédio e ligamos para a polícia, mas quando ela [a polícia] chegou, disse que o taxista havia afirmado ter sofrido uma tentativa de assalto”, contou.

Após o possível atropelamento, os jovens foram até o Distrito Integrado de Segurança Pública em Manaíra (Disp) para registrar o caso. De acordo com o delegado Fernando Clayton, foi solicitado um exame de corpo de delito no ciclista para iniciar as investigações.

“A delegada que estava de plantão no domingo solicitou exame para averiguar a lesão do jovem. O que nos foi alegado é que ele seria vítima de um atropelamento ocasionado por um taxista. Ficamos sabendo de um vídeo no qual é mostrado o taxista atirando. Iremos averiguar o que realmente ocorreu, já que temos a identificação da placa do veículo e, assim, vamos chegar ao taxista. O que temos de indicação até agora é de um crime de trânsito e possível tentativa de homicídio”, contou o delegado.

Ainda segundo o delegado, as imagens que mostram o taxista armado e efetuando disparos não foram analisadas. Contudo, caso seja confirmada a denúncia, o taxista pode responder por tentativa de homicídio, crime de trânsito, e possível porte ilegal de arma de fogo.

“Vamos analisar o vídeo e tentar encontrar o taxista para que ele se explique. Mesmo que ele tenha porte de arma, o fato de ter efetuado disparo em via pública já é um crime. Além disso, ele deve explicações sobre a origem da arma. A possível tentativa de homicídio também é agravante”, disse o delegado.

WhatsApp Portal Correio

Semob-JP e sindicato aguardam investigações

O presidente do Sindicato dos Taxistas de João Pessoa (Sindtáxi-JP), Adauto Braz, disse que teve acesso ao vídeo, mas também só vai se pronunciar sobre o caso a partir das investigações policiais.

“Ainda não sabemos a verdade do caso, já que existem essas versões de atropelamento seguido de ameaça ou possível tentativa de assalto. Como sindicato, não temos poder de punir ou proibi-lo de trabalhar, quem faz isso é a Semob-JP. Vamos aguardar o posicionamento das autoridades sobre a investigação para saber se o taxista é associado ao sindicato”, contou Adauto Braz.

Ao Portal Correio, a assessoria de comunicação da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP), afirmou que aguarda investigação da polícia para saber se o taxista é investigado por atropelamento e tentativa de homicídio para aplicar-lhe punições.

“Soubemos que o taxista teria sofrido uma tentativa de assalto e reagido. É um caso de investigação policial, que vai apontar quem são os suspeitos e quem é a vítima. Caso o taxista seja investigado como suspeito, a Semob-JP pode puni-lo”, informou a Semob-JP.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas