Vigilância Sanitária faz alerta contra compra de remédios falsificados; veja orientações

31
0
COMPARTILHE

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária divulgou nesta sexta-feira (23) uma série de recomendações que devem ser observadas pelas pessoas para não ficarem expostas ao perigo dos medicamentos falsificados. Conforme ressaltou a diretora-geral do órgão, Glaciane Mendes, os cuidados devem começar no próprio ato da compra dos produtos, que somente devem ser adquiridos em estabelecimentos autorizados pela Vigilância Sanitária.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Sérgio Brindeiro, gerente-técnico de medicamentos da Agevisa/PB, reforçou o alerta feito por Glaciane, acrescentando ser muito importante que o consumidor, na hora de adquirir remédios, tome alguns cuidados especiais e importantes, começando por somente comprar medicamentos em farmácias e drogarias; verificar se a embalagem está lacrada ou com o selo de segurança; não comprar remédios com embalagens amassadas, lacres rompidos, rótulos apagados ou borrados e verificar se o nome do medicamento está bem impresso e se pode ser lido facilmente.

“O consumidor deve também guardar sempre a nota fiscal, a embalagem e a cartela ou frasco, que são comprovantes importantes (em caso de irregularidade) para uma eventual queixa; verificar a data de validade do produto, como também se consta impresso na embalagem o número de registro do medicamento na Anvisa e, antes de tudo, exigir a presença do farmacêutico, que é o profissional qualificado para orientar o consumidor sobre todos os aspectos ligados aos remédios expostos à comercialização e ao consumo”, observou Brindeiro.

Na hora da compra, segundo ele, havendo suspeita da procedência de algum medicamento, o consumidor deve encaminhar denúncia à Vigilância Sanitária, às delegacias de repressão aos crimes contra a saúde pública, da Polícia Civil, e aos órgãos de proteção e defesa do consumidor. Deve ainda ligar para o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) do laboratório que fabrica o medicamento suspeito. “A maioria dos laboratórios tem esse serviço e o número do telefone, com chamada grátis, vem impresso na caixa do produto”, informou o gerente de medicamentos da Agevisa.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas