Vitórias desconstruídas

32
COMPARTILHE

O TRE do Rio de Janeiro cassou o governador Fernando Pezão (PMDB) e seu vice, Francisco Dornelles (PP) em 8 de fevereiro e anteontem rejeitou embargos que pretendiam revisão da decisão. Ontem, o TRE do Pará fez o mesmo com o governador Simão Janene (PSDB) e seu vice, Zequinha Marinho (PSC). As acusações: abuso de poder econômico e político.

Os dois governadores ainda poderão recorrer ao TSE, a quem cabe a palavra final, mas é fato que a importância econômica e política de seus Estados, e a influência de seus partidos e aliados não nublaram o entendimento dos julgadores da Justiça Eleitoral.

Os TCEs são órgãos de controle das contas públicas, mas no Rio de Janeiro, conforme delação do conselheiro Jonas Lopes, virou parceiro do esquema de corrupção dos políticos poderosos no Estado. Cinco conselheiros estão presos na famosa Bangu.

Ontem, o juiz Sérgio Moro condenou o político mais rejeitado do Brasil, o ex-deputado Eduardo Cunha, a 15 anos de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Já o MPF ajuizou ação civil pública por improbidade administrativa contra o PP, e espera reaver nada menos que R$ 2,3 bilhões desviado da Petrobras para atender ao partido e filiados ilustres que chegavam a receber mesada de até R$ 300 mil.

A onda está crescendo proporcionalmente à indignação dos brasileiros com a corrupção e a desfaçatez de políticos que se esbaldaram nos conchavos, traindo a confiança dos eleitores.

Votaram projetos de lei não por acreditarem que estavam fazendo o melhor para o País, mas para garantir seus ganhos financeiros. Apoiaram candidaturas não por concordar com suas propostas, mas por dinheiro. E as delações da Odebrecht não deixam dúvidas sobre a ganância dos partidos e seus comandantes. Até o comunista PCdoB teria cobrado R$ 7 milhões para apoiar Dilma Rousseff em 2014.

A petista sentirá a força dessa onda terça-feira, quando começará a ser julgada pelo TSE por abuso de poder político, econômico e fraude. Se a Corte seguir o parece do MPE, vai condená-la. Nicolau Dino diz que há provas de que ela sabia a origem do dinheiro da campanha. E ganhar fazendo o diabo não pode. O que pode é virar exemplo.

TORPEDO

“O povo de Monteiro se contentou durante esses vinte e poucos dias em ver as águas do São Francisco passarem na ponte, na entrada da cidade, sem ter o direito de utilizá-la.”

Do deputado Tovar Correia Lima, criticando o Estado por, 20 dias após chegada das águas, não ter normalizado abastecimento em Monteiro.

Pauta dos…

O secretario Luis Torres (Comunicação), que acompanhou Ricardo Coutinho na reunião dos governadores do Nordeste, disse que estão dispostos a recorrer à Justiça para garantir diferenciais para a região.

… governadores

Torres disse que os governadores querem garantir crescimento e emprego, e esperam conseguir prorrogação das dívidas com BNDES e política de incentivos fiscais. Já pediram nova audiência a Michel Temer.

33 agências…

Só do Banco do Brasil são 33 agências fechadas na Paraíba, por conta de assaltos com explosões. O número foi revelado pelo deputado Wilson Filho (PTB), que foi à direção da instituição pedir que sejam reabertas.

… fechadas

Wilson Filho ponderou que a população sofre com o fechamento das agências e há casos de pessoas terem que se deslocar 80 km para ir a um banco. Foi informado que estão sendo reconstruídos e voltarão a funcionar.

ZIGUE-ZAGUE

De olho no governo em 2018, o prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande, visita o também tucano Marcos Vinicius, na Câmara de João Pessoa.

Já o prefeito Luciano Cartaxo anuncia inauguração de mais um residencial: o Nice Oliveira, abrigará 776 famílias e será entregue dia 10. Reforço para o discurso.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas