Início Geral

4G cobre apenas Grande JP e Campina e deixa 2,7 mi de paraibanos sem acesso

Tráfego de dados cerca de 50 vezes mais rápido do que a tecnologia 3G e maior facilidade de acesso. Essas são características da tecnologia da quarta geração de banda larga móvel (4G), utilizada em smartphones, tablets ou modens em todo o mundo. Porém, na Paraíba, o 4G atende apenas os moradores de João Pessoa, Cabedelo (na região metropolitana da Capital) e Campina Grande, deixando cerca de 2,7 milhões de paraibanos sem a tecnologia.

Leia mais Notícias no Portal Correio

No Brasil, o 4G começou a ser implementado pelas operadoras em 2013, com a Copa das Confederações. Mais de dois anos depois, segundo dados da Teleco, uma empresa de consultoria do setor de telecomunicações, o 4G já cobre 344 municípios brasileiros, 51,4% da população, superando a meta estabelecida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que era de 136 municípios até dezembro de 2015.

Ainda de acordo com a Teleco, na Paraíba, as operadoras Oi, Vivo, Tim e Claro oferecem o sinal 4G em João Pessoa e Campina Grande; já a Tim e a Claro dispõem cobertura 4G em Campina Grande; e a Vivo oferece cobertura 4G em Cabedelo. Ao todo, são 1,2 milhão de habitantes cobertos pelo 4G*.

Clientes reclamam e questionam serviços

Uma das cidades que não possuem cobertura 4G na Paraíba é Itaporanga, no Sertão do Estado, a 428 km de João Pessoa. Moradora do município, Valdevânia Bezerra contou que a região deveria receber mais investimentos das operadoras de telefonia que atuam na Paraíba, já que, além de não ser coberta pelo sinal 4G, o sinal 3G é de péssima qualidade.

“Aqui temos o sinal da Tim e da Claro. A qualidade é péssima e não conseguimos utilizar o 3G. São raros os momentos do dia em que o sinal está bom”, afirmou Valdevânia.

Para ela, a falta de investimento e de prazo concreto para que o sinal 4G chegue à região deixa os moradores “isolados” das novas tecnologias. “Se nem o sinal 3G temos de qualidade, nem temos previsão para a chegada do 4G na nossa região, acabo me sentindo menosprezada pelas operadoras. Elas deveriam investir e melhorar em qualidade”, contou Valdevânia Bezerra.

Já no município de Serra Branca, no Agreste paraibano, a 233 km de João Pessoa, o sinal da tecnologia 3G melhorou nos último seis meses, segundo o morador Klebson Wanderley. Mesmo assim, a região continua sem acesso ao 4G.

“Antes, o sinal era bastante ruim e não conseguíamos utilizar os celulares 3G direito. Mas, há cerca de seis meses, deu uma melhorada e está razoavelmente bom e acredito que uma das empresas que autuam na região deve ter instalado algum novo equipamento para que a melhora ocorresse”, contou Klebson.

Prazos para expansão

Uma das explicações para a lentidão na implementação da tecnologia na Paraíba é o compromisso de cobertura entre a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e as operadoras. Nesse compromisso, até dezembro deste ano, as operadoras estão obrigadas a oferecer 4G apenas em municípios com mais de 200 mil habitantes.

Com isso, municípios como Santa Rita (na Grande João Pessoa) e Patos (no Sertão) só entrariam na tecnologia 4G até dezembro de 2016, quando o compromisso atinge municípios acima dos 100 mil habitantes. Já outras 12 cidades paraibanas, que possuem entre 30 mil e 100 mil habitantes, só devem receber a tecnologia 4G até dezembro de 2017.

Operadoras dizem que cumprem prazo dado pela Anatel

A Claro informou que investe continuamente para continuar expandindo a rede de cobertura 4G na Paraíba, atendendo a 27,7 mil clientes em mais de 80% da área urbana de João Pessoa e de Campina Grande, locais onde possui o sinal 4G disponível.

A Tim informou ao Portal Correio que, até outubro de 2015, possuía cerca de 78 mil acessos via aparelhos 4G na Paraíba, cobrindo 38% da base de clientes do estado com a tecnologia 4G. Ainda segundo a Tim, a companhia tem planejamento para investir cerca de R$ 14 bilhões, até 2017, para a ampliação da cobertura 4G no Brasil.

Já a Vivo informou que detém 38,5% de participação de clientes em 4G no país e investiu R$ 2,1 bilhões para ampliar a cobertura e melhorar a qualidade de serviços e de atendimento relativos ao 4G no Brasil.

Por meio da assessoria de comunicação, a Oi informou ao Portal Correio que tem realizado investimentos na expansão da rede 4G na Paraíba, priorizando investimentos em operações, engenharia e Tecnologia da Informação (TI), para melhorar a qualidade do serviço aos clientes. A operadora anunciou em 22 de dezembro de 2015 a ampliação do 4G na Paraíba, com implementação da rede em Campina Grande.

A Oi também garantiu estar cumprindo todos os compromissos assumidos com a Anatel sobre os prazos de instalação da tecnologia 4G no Brasil.

Para saber se seu bairro ou rua é coberto pelo sinal 3G ou 4G as operadoras disponibilizam um mapa de cobertura, que segue abaixo:

Clique aqui para acessar o mapa de cobertura da Oi.

Clique aqui para acessar o mapa de cobertura da Tim.

Clique aqui para acessar o mapa de cobertura da Claro.

Clique aqui para acessar o mapa de cobertura da Vivo.

*Dados referentes à população de João Pessoa, Campina Grande e Cabedelo somadas, de acordo com estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.