Água da transposição não chega a torneiras e revolta Monteiro; Cagepa explica

278
COMPARTILHE

Apesar da água da transposição já estar enchendo o açude de Poções, na cidade de Monteiro, a 305 km de João Pessoa, os moradores da cidade estão usando redes sociais e a mídia local para reclamar que as casas estão desabastecidas. A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) informou que racionamento acaba em abril.


Leia também: 

Água do São Francisco chega a Camalaú; veja vídeo

Bomba da transposição não volta de SP e vazão de água continua reduzida na PB

Dia Mundial da Água tem programação na PB; estado tem 58 açudes em situação crítica 

Segundo relatos de moradores da região, a cidade permanece sem água nas torneiras, mesmo depois da série de visitas políticas com inúmeras comemorações pela chegada da transposição.

De acordo com a Cagepa, o sistema principal de abastecimento para Monteiro é o adutor do Congo, que tinha entrado em colapso por causa da falta de chuvas. Com essa situação, a cidade passou a ser abastecida pelo sistema complementar, com o açude Poções.

Conforme a estatal, com as água da transposição, Monteiro e outras 11 cidades vão sair completamente do racionamento em abril deste ano, quando será concluída a obra de instalação de um sistema de captação de água no Rio Paraíba para a adutora do Congo.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas