Início Notícias

Ambulância capota e grávida morre, em João Pessoa

Uma adolescente de 17 anos que era socorrida em uma ambulância morreu, neste domingo (25), após o veículo colidir com uma caminhoneta no bairro Jaguaribe, em João Pessoa. Ela estava grávida de seis meses e o bebê também não resistiu.

Segundo apuração da TV Correio, a vítima vinha de Bayeux para a Capital, pois estava sofrendo sangramentos. Ao atravessar o cruzamento das avenidas João Machado e Antônio Soares, no sentido Centro/Praia, a ambulância foi atingida por uma caminhoneta que passava no sentido contrário, e acabou capotando. O carro ficou destruído.

O motorista da ambulância, um enfermeiro, a mãe da adolescente e uma quarta pessoa não identificada foram socorridos para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. A informação inicial é de que eles não sofreram ferimentos graves.

O motorista da caminhoneta ficou no local para ajudar na socorro às vítimas e prestar esclarecimentos a respeito do ocorrido à polícia.

* Com informações de Amauri de Aquino, da TV Correio.

Comentários

  • thiago ono disse:

    isso e a falta de proficionais na aria . quem perdeu a vida foi ela por conta de improdencia dos outros sem contar a crianca.

  • Paulo disse:

    Pouco importa agora, de quem foi a culpa. Todos os envolvidos tem a sua porcentagem, sendo a administração ficando com a maior parte, o que imagino neste momento, é que uma familia chora neste momento a morte de duas pessoas.

  • sauldavi disse:

    Ambulancia mesmo tendo prioridade deve ver o cruzamento que vai entrar, já imaginou duas ambulâncias vindo em sentidos diferentes em um cruzamento? Ou dois carros de polícia? Infelizmente foi uma fatalidade, pois nem o motorista do outro carro nem da ambulância queriam este resultado. E quantos aos que falam que Bayeux te que ter sua maternidade, então todo bairro de João Pessoa deveria ter, pois para chegar em uma maternidade às vezes é muito longe. o Brasil tem excesso de municípios, por exemplo Bayeux, em que melhorou para o povo ser municipio? E o PSF só tirou recursos escassos da saúde para um sistema que funciona em país pequeno, mas no Brasil só gera gasto desnecessário.

  • Ana Cristina disse:

    Mais uma mulher morre durante o período gravídico..e vai junto um bebê..toda uma família órfã….tristeza! Lamentável!…muita loucura no trânsito! Falta de assistência à saúde! Onde isso vai parar?

  • Mike disse:

    Mais uma na conta de Berg Lima. Responsável pelo caos na saúde de Bayeux.

  • Edinaldo disse:

    QUE DEUS CONSOLE SEUS FAMILIARES NESSE MOMENTO DEFICIL

  • Luiz Fernando disse:

    Com certeza Ricardo. A Culpa só n foi de quem tirou o sinal de trânsito.

  • Ricardo Do Nascimento Silva disse:

    ISSO CULPA DO PREFEITO DE BAYEUX QUE FECHA A UNICA MATERNIDADE DA CIDADE !!

    • Observador disse:

      Que prefeito? Porque não existe prefeito em Bayeux! Cada semana tem um diferente, assim não tem administração que funcione…
      A culpa foi de ambos os condutores…

    • Rui A Silva disse:

      concordo com vc, e o Noquinha não está nem aí para providenciar o funcionamento da maternidade

  • Frederico disse:

    Imprudência de alguma das partes!. Lamentável.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.