Início Geral

Amigo diz que Rafael Ilha parou de tomar rem?dios e estava ?inquieto? dias antes de ser preso

O ex-produtor do grupo Polegar afirmou que Rafael Ilha parou de tomar remédios psiquiátricos e que estranhou o comportamento dele, dois dias antes de o ex-cantor ser preso em Foz do Iguaçu (PR). Carlos Muniz disse que aconselhou o amigo a não interromper o uso da medicação para dependência química.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

— Ele estava inquieto, fuma muito. Então, ele ficava um pouco, saía lá fora, fumava, voltava, conversava um pouco, ia lá fora e fumava. Eu falei para ele: “Rafael, você parou de tomar o remédio?”. Ele falou: “Parei”. Eu falei: “Você sabe que não pode parar de tomar remédio”.

+ Arma apreendida com Rafael Ilha foi presente dado pela mulher, diz advogado

O ex-guitarrista do Polegar, Marcelo Souza, ficou espantado com a notícia.

— Ele está muito bem resolvido na família, com filho, esposa, está muito bem resolvido profissionalmente, preparando o livro dele. Ele está levando uma vida muito bacana.

Rafael Ilha e a mulher dele, Aline Kezh Felgueira, foram presos na última segunda-feira (21), na Ponte da Amizade — fronteira do Brasil com o Paraguai. Eles estavam voltando do país vizinho de moto-táxi quando foram abordados por agentes da Receita Federal e da Polícia Federal. Aline carregava uma bolsa com uma espingarda calibre 12, munições e uma arma de choque.

+ Juiz determina fiança de R$ 40 mil e Rafael Ilha pode deixar cadeia no fim de semana

O advogado José Beraldo, que defende Rafael, disse que ele gosta de colecionar armas e que a espingarda seria regularizada no Brasil, para uso em um sítio do ex-músico. O delegado Ricardo Cubas, que autuou o casal em flagrante tem outra história.

— A única versão que nós temos é a versão que ele apresentou no momento da prisão, dizendo que ele havia comprado essa arma pra defesa pessoal, porque ele reside em uma área afastada, uma chácara, e ele utilizaria essa arma pra sua defesa.

+ Suspeito de traficar armas, Rafael Ilha já foi preso por sequestro, roubo e drogas; relembre

Carlos Muniz desconhece o suposto hobby do amigo.

— Isso não existe. O Rafael colecionador de armas, essas coisas… Não acredito [que tenha comprado para uso pessoal]. Ainda mais uma arma daquele tamanho.

Na sexta-feira (25), a Justiça Federal concedeu liberdade ao casal mediante pagamento de fiança: R$ 40 mil para ele e R$ 15 mil para ela. A quitação do valor deverá ser feita nos próximos dias, de acordo com o advogado. Os dois responderão em liberdade por tráfico internacional de armas, com pena que varia da quatro a oito anos de prisão.

Assista à reportagem completa:

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.