Início Esportes

Anderson Silva surpreende e diz que pode voltar ao MMA

Aos 45 anos, Anderson Silva pode mudar de ideia sobre a aposentadoria. Isso porque, dois dias após quebrar contrato com UFC, o brasileiro publicou nas redes sociais uma mensagem em que deixa dúvida sobre o fim de sua carreira.

Leia também:

“Sinto-me livre, depois de tentarem forçar a minha aposentadoria! Eu amo e sempre amei o que faço, ganhar ou perder faz parte, não tem absolutamente nada a ver com idade, cometi falhas técnicas e perdi, mas não perdi o principal, a vontade e o desejo de continuar fazendo o que amo”, escreveu o lutador.

“Ainda tenho o espírito guerreiro e além dessa chama no meu coração que me motiva, tenho total convicção de que sou capaz de continuar competindo no MMA. Aproveito esse momento para refletir sobre a minha carreira e traçar os meus próximos passos. Stay Tuned (fique ligado)”, completou Anderson Silva, no Instagram.

Em entrevista a ESPN, Dana White respondeu à publicação de Anderson Silva. “Eu sei que Anderson Silva apareceu dizendo que não quer se aposentar, que quer continuar lutando. Eu adoraria ver velhas lendas parando. Mas essa decisão não é minha, são homens crescidos e podem fazer o que quiserem”, afirmou o presidente do UFC.

A última luta de Anderson Silva foi no dia 31 de outubro, quando ele foi derrotado pelo lutador jamaicano Uriah Hall. Logo após o confronto, Dana White chegou a dizer que não ofereceria mais lutas ao brasileiro e que ele deveria parar. No dia 1º de novembro, Spider confirmou aposentadoria.

“Hoje é um dia bem diferente por um simples motivo, me despedir de uma vida inteira dedicada ao meu esporte. Ontem foi tão especial. Quando subi lá para fazer o que amo, eu não imaginava que iria ficar tão feliz como eu estou, mesmo perdendo, estou com um sentimento de paz, do fundo do meu coração”, publicou o lutador, na ocasião.

O brasileiro é considerado um dos maiores lutadores de MMA da história do esporte. Começou a carreira em 1997 e está no UFC desde 2006. Anderson Silva foi campeão do peso médio e conquistou 17 vitórias seguidas, sendo 10 defesas de título consecutiva. Ele perdeu o cinturão, em 2013, para o norte-americano, Chris Weidman.

O fim da carreira de Anderson Silva não reflete a história do brasileiro no octógono. Foram dez lutas e só uma vitória. Em 2015, ele ainda foi pego no doping por uso de substâncias proibidas. Ele admitiu o erro, ficou um ano suspenso e pagou multa de 600 mil dólares.
Antes mesma da luta contra Uriah, Anderson já tinha dito sobre a falta que faria o esporte na vida dele. “Acho que vou sentir falta do treinamento. De preparar minha mente e meu corpo. Isso eu acho que é o mais importante e eu me sinto triste porque eu não terei mais isso. Este é o último”, lamentou. Agora é esperar para ver qual será o destino do Spider.


* R7

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.