Ap?s ser preso, ex-vereador se diz v?tima de arma?

21
COMPARTILHE

O ex-vereador da cidade Pilões Ariosmar Cândido da Cruz, preso na sexta-feira (15) durante a ‘Operação Avalanche’ das polícias Civil e Militar, suspeito de tráfico de drogas e porte ilegal de arma, por meio de nota, se defendeu afirmando que foi vítima de uma “armação” para tentar a imagem do ex-parlamentar que pretende disputar as eleições novamente este ano.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

“Venho por meio desta nota repudiar a “armação” da qual fui vítima esta semana, quando de forma covarde e intencional me acusaram de ser traficante de armas e drogas, fazendo com que a polícia invadisse a minha casa, tudo na tentativa de manchar minha imagem perante as pessoas da minha cidade, já que estou bem posicionado para a disputa das próximas eleições.

Segundo o delegado Wallber Virgolino foi encontrada na casa do ex-vereador uma porção de maconha e um rifle semi-automático. Ariosmar Cândido da Cruz justificou que a arma era para defesa pessoal e as drogas não lhe pertencia.

O rifle “foi passado por meu pai para defesa pessoal, já que hábito na zona rural, onde a segurança de nós cidadãos é precária, e, haver uma quantidade de maconha, que não era minha, e sim, de uma pessoa que tem o vício na família”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas