As alternativas de Cartaxo

18
COMPARTILHE

Quem se desincompatibilizou faltando apenas quatro meses para as eleições – até ontem – só pode disputar dois cargos: prefeito ou vice-prefeito. Zennedy Bezerra (Articulação Política) e Diego Tavares (Comunicação), dois dos mais próximos secretários de Luciano Cartaxo deixaram as pastas no prazo. Como a vaga de candidato a prefeito está preenchida, resta saber qual deles será o escolhido para ser o “Plano B” do PSD.

A estratégia trata da vaga de vice-prefeito, que estaria reservada para garantir o apoio do PSDB, que tem bom tempo de propaganda e líderes que podem ajudar Cartaxo no contraponto ao governador Ricardo Coutinho, que apadrinha a candidatura de Cida Ramos (PSB). Contudo, como os tucanos estão indecisos e também admitem apoiar Manoel Júnior (PMDB) ou Wilson Santiago (PTB), o prefeito está se garantindo.

Publicamente, as exonerações de Zennedy e Diego foram justificadas como resultado de convites para que assumissem a coordenação da pré-campanha e da campanha à reeleição de Cartaxo. Se não tivessem ocorrido no prazo de desincompatibilização, ficaria mais fácil de acreditar, até porque têm muita experiência. Mas a data, que habilita para a disputa, faz a diferença.

Aliados de Cartaxo temem repercussões. Lembram que tem seguido os passos de Ricardo Coutinho, que foi eleito prefeito de João Pessoa com um vice do PMDB e na reeleição impôs um aliado, Luciano Agra, porque já tinha planos de concorrer ao Governo e quis garantir fidelidade ao seu projeto. Acham que a repetição da estratégia ficou clara e pode afastar apoiadores com outros planos para 2018.

Também acham que deu aos candidatos do PMDB e PTB um argumento forte para a negociação com o PSDB. A mensagem seria: para Cartaxo, a reeleição é catapulta para o governo em 2018. Votar nele é o mesmo que confirmá-lo para o futuro confronto. E esses partidos têm seus próprios projetos.

O novo ritmo de campanha do PSB, com Cida Ramos, deve ter contribuído para apressar o prefeito. Os aliados dizem que seu Plano A continua sendo um vice tucano, mas se furar, tem duas alternativas.

Torpedo

Do deputado Manoel Júnior (PMDB), sobre o apoio do PSC a sua candidatura a prefeito de João Pessoa. A partir de agora nossa pré-campanha entra em nova fase, com a formalização de nossas coligações. Temos construído boas relações políticas com diversos partidos e o PSC é nosso parceiro de primeiro momento.

Aliança

A oficialização do apoio do PSC à candidatura de Manoel Júnior está marcada para amanhã, às 9h, na sede do PMDB, com as presenças do presidente Marcondes Gadelha e dos deputados e candidatos dos partidos.

Outra vez

Ricardo Coutinho apresentou novo pedido de suspeição contra o conselheiro Fernando Catão, relator das suas contas de 2015. Alega que é parente do adversário, Cássio Cunha Lima. O Pleno do TCE vai decidir.

O divulgador

O conceituado jornalista Eduardo Carneiro, que ocupava o cargo de Secretário-Adjunto, é o novo titular de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa. É competente, tem experiência e é muito bem relacionado.

O articulador

A vaga de Zennedy Bezerra na Secretaria de Articulação Política também ficou com o Adjunto, Inácio Machado, que é do grupo mais próximo ao prefeito e vai assegurar o ritmo da pasta, que é estratégica.

Zigue-Zague

Raimundo Lira ficou sob fogo cruzado, ontem, na Comissão de Impeachment. Os “dilmistas” apostam no desgaste de Temer e trabalham para adiar as decisões.

Tudo é motivo para debates. Exemplo: o PT pede inclusão das gravações de Sérgio Machado, mas rejeita da delação de Delcídio do Amaral. E haja confusão!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas