Início Saúde

Assado, puro ou em gelato, abacaxi é aliado do sistema imunológico e contra câncer

Nutricionista da Unimed João Pessoa, Regina Monteiro orienta consumo e dá dicas de receitas refrescantes e simples de fazer com a fruta
Abacaxi
Foto: Pixabay

A Paraíba é o segundo maior produtor de abacaxi no país, de acordo com a Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), divulgada pelo IBGE, em 2019. Nutritiva, abundante e versátil, a fruta pode ser consumida in natura, em sucos e sobremesas. Possui alta concentração da enzima bromelina e antioxidantes da vitamina C, que desempenham um papel importante no processo de cura do corpo.

De acordo com a nutricionista Regina Monteiro, da equipe de promoção da saúde da Unimed João Pessoa, os benefícios do abacaxi vão desde a ação digestiva até a prevenção do câncer. O consumo da fruta estimula, também, o sistema imunológico e colabora com a construção e reparação do tecido corporal, cicatrização de feridas, bem como na produção de aminoácidos e colágeno.

“O abacaxi é antiviral, antibacteriano e um bom alimento para prevenir a osteoporose e fraturas ósseas. Ele também alivia os sintomas de angina e é útil para prevenir trombose, tromboflebite, varizes e aterosclerose”, informa.

A fruta também é rica em substâncias antioxidantes, como vitamina A, betacaroteno e manganês, que tem alto potencial de combate aos radicais livres. O abacaxi foi relacionado diretamente à prevenção de cânceres na boca, garganta e de mama. Já a bromelina, encontrada em abundância principalmente no talo da fruta, também vem ganhando seu espaço entre os agentes naturais na guerra contra o câncer.

“A enzima aumenta o efeito de drogas da quimioterapia e potencializa a eficácia de antibióticos, assim como tem ação anti-inflamatória e ajuda a desobstruir a circulação, principalmente em casos de edema provocado por trauma ou cirurgia”, explica Regina.

Consumo

A nutricionista indica que a ingestão de uma porção de 80g a 100g é adequada para fornecer nutrientes. Por outro lado, estudos sobre a bromelina presente na fruta apontam que é necessário consultar o médico caso a pessoa tenha problemas de coagulação do sangue, doença hepática, renal ou hipertensão e apresente alguma alergia ao abacaxi.

Por apresentar um índice glicêmico de médio para alto, é indicado o consumo no café-da-manhã, assim como no lanche, caso o indivíduo pratique exercícios em seguida.

“A recomendação é consumir a fruta ao natural, para mastigar. Ao ser ingerido com outros alimentos, principalmente na sobremesa do almoço, ajuda na absorção do ferro da carne e do feijão, por exemplo. Ingerir nos lanches pode aumentar os níveis de glicose no sangue e pessoas que têm diabetes Mellitus devem evitar o suco”, orienta Regina Monteiro.

A nutricionista Regina Monteiro dá três dicas de receitas refrescantes e simples de fazer com o abacaxi.

Abacaxi com raspa de limão

Para esta versão, é necessário um abacaxi bem docinho e raspas de limão – pode ser siciliano. Corte as fatias e salpique as raspas de limão por cima. Simples, rápido e delicioso!

Abacaxi assado com canela

Descasque e corte o abacaxi em fatias ou quadrados. Salpique canela e xilitol, tipo de adoçante natural vendido em lojas a granel ou lojas de produtos naturais. Deixe assar por aproximadamente 10 minutos, dependendo da potência do seu forno.

Gelato de abacaxi diet

  • 800 ml de água
  • 2 caixinhas de gelatina diet incolor
  • 500 g de abacaxi
  • 2 potes de iogurte natural
  • 1/2 xícara (chá) de adoçante xilitol (ou outro adoçante)

Modo de Preparo:

Coloque a água, o abacaxi e o adoçante dentro de uma panela, leve ao fogo e deixe ferver por 10 minutos. Em seguida, desligue o fogo, adicione a gelatina e mexa para que ela se misture bem. Adicione o iogurte, distribua em potinhos ou em uma travessa e leve para a geladeira por, no mínimo, 4 horas. Sirva com canela ou raspas de limão para decorar.

Palavras Chave

GastronomiaSaúde
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.