Moeda: Clima: Marés:

Assembleia Legislativa lança Manifesto em defesa da saúde mental da juventude

Foto: Divulgação

A saúde mental dos jovens foi tema de debate, nesta quinta-feira (9), durante sessão especial realizada na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), proposta pela deputada estadual Rafaela Camaraense (PSB). Após discussões com jovens e entidades representativas, foi lançado um Manifesto em defesa da saúde mental da juventude com propostas de políticas públicas. Entre elas, a criação de uma Comissão Estadual de Atenção à Saúde da Juventude e Criação do programas estaduais de atenção à saúde mental da juventude.
 
A deputada autora da propositura lembrou que um em cada quatro jovens está enfrentando sintomas agudos de depressão, enquanto um em cinco tem sintomas fortes de ansiedade, segundo estudo global feito por pesquisadores canadenses. Destacou ainda que o o suicídio e a segunda causa de morte entre adolescentes.
 
“Precisamos mudar essa realidade, encontrar soluções para ajudar esses jovens. A saúde mental interfere na vida deles, os afasta dos estudos, do trabalho, da família e da vida social. Em muitos casos, podendo levá-los a morte. O Manifesto em defesa da saúde mental da juventude, mostra o grave problema e apresenta soluções para ajudar nossa juventude nesse aspecto tão importante e que interfere diretamente na vida deles”, destacou Rafaela.
 
Marcos Barão, presidente Conselho Nacional de Juventude, destacou o trabalho de Rafaela na Secretaria de Juventudes e agora na Assembleia Legislativa na elaboração de políticas públicas para os jovens. “É importante esse trabalho realizado pela deputada Rafaela na questão que trata da saúde mental da juventude. A pandemia produziu efeitos significativos na vida dos jovens e precisamos priorizar esse tema, oferecendo na rede pública esse apoio psicológico par a nossa juventude”, disse.
 
O secretário de Estado de Esporte, Juventude e Lazer, Zezinho Botafogo, elogiou a iniciativa e se colocou à disposição para contribuir com as políticas públicas propostas no Manifesto. “Debates como esse contribuem muito para nossa experiência. São de momentos como esse que desenvolvemos e planejamos as políticas públicas necessárias para melhorar a vida dos jovens. Esse Manifesto daí contribuir muito com ações para o futuro da juventude da nossa Paraíba. Quero parabenizar Rafaela pela iniciativa e dizer que estamos juntos nessa luta”, disse.
 
Para a secretária Executiva de Juventudes da Paraíba, Madu Ayá, são em momentos como esse que surgem ideias para composição e elaboração de políticas públicas voltada para jovens. Ela destacou a execução de dois projetos elaboramos pela Secretaria e que serão pontos prioritários dentro do Agosto das Juventudes,  o  ‘Ponto de Escuta’ e o ‘Quem Somos e o que Queremos’.
 
“Trabalhamos diariamente para contribuir com os jovens, sobretudo na área da saúde. Temos um olhar multidisciplinar, envolvendo diversos profissionais, na elaboração desses projetos. Nossa secretaria é de construção e está de portas abertas para todos os jovens”, observou Madu Ayá.
 
A deputada Camila Toscano, que tem um trabalho voltado para saúde mental, alertou para os problemas enfrentados pelos jovens, sobretudo os mais carentes. “Esse é um momento para ouvir e discutir temas voltadas a saúde mental, sobretudo das juventudes. Hoje vemos jovens passando por esse problema, perdendo a saúde mental e como consequência, perdendo a vida. Tudo isso se agrava com a pandemia. É importante que o poder público se envolva nessa questão fundamental, pois são milhares de jovens que não tem condições de arcar com um acompanhamento. Então, contem conosco para trabalhar na busca de políticas públicas que contribuam com a nossa juventude”, disse.
 
Propostas –
 Entre as propostas sugeridas durante a sessão estão:   Desenvolvimento de programas de assistência à saúde mental da juventude nas escolas estaduais; mais oportunidades de trabalho, a oferta de cursos técnicos profissionalizantes; a elaboração de oficinas para o desenvolvimento e aprimoramento dos talentos, pois a preocupação financeira e a incerteza em relação ao futuro entra como uma das questões que afetam à saúde mental.
 
Também foram propostas a reformulação e o aprimoramento do ensino nas escolas; acesso aos meios tecnológicos que ajude no processo de aprendizagem; projetos de acesso e de cursinhos voluntários; e incentivo à área cultural e ao desporto; além da efetivação na rede estadual de ensino da Lei 13.935/2021, com a contratação de psicólogos e assistentes sociais.
 
Ainda forma propostos a criação de espaços de atendimentos especializados para jovens, com foco na saúde mental, oferecendo atendimentos psicológico, psiquiátrico e psicopedagógico; implantar programas estaduais de atenção à saúde mental da juventude; criação de redes de conversa/diálogo e de terapia comunitária para a juventude; criação de uma Comissão Estadual de Atenção à Saúde Mental da Juventude; e garantir aos jovens em restrição e privação de liberdade um atendimento especializado em saúde mental.

*Conteúdo de responsabilidade de Rafaela Camaraense

Palavras Chave

Informe Legislativo

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.