Audi?ncia p?blica vai explicar execu??o de projeto da recupera??o da fal?sia, na Capital

19
COMPARTILHE

Uma audiência pública para divulgar o projeto executivo da Falésia do Cabo Branco, em João Pessoa, vai ocorrer na segunda-feira (27), no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, na Capital, às 14h.

Leia também:

* Ibama e Sudema ainda não decidiram quem dará licença para obra da Falésia em JP

* Projeto para a falésia de JP custa R$ 70 mi e só deve ser concluído em 2020; veja o vídeo

* Prefeitura da Capital diz que aguarda parecer para iniciar obras na falésia do Cabo Branco

A audiência pública vai divulgar como serão executados pavimentação, drenagem e contenção do processo de erosão marinha da falésia do Cabo Branco, elaborado pela empresa Acquatool, contratada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa. Também será explicado o processo de licenciamento ambiental que está sendo feito pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema).

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo a 1ª Promotoria do Meio Ambiente e Patrimônio Social de João Pessoa vai realizar, com a o objetivo é provocar a participação popular no debate das medidas de contenção propostas pelo poder público.

O promotor José Farias convocou para a audiência o secretário de Planejamento do Município, Zennedy Bezerra, para expor o projeto de contenção, e o superintendente da Sudema, João Vicente Sobrinho, que vai expor o desenvolvimento do processo de licenciamento ambiental da obra. Segundo o promotor, as exposições podem ser feitas por técnicos indicados pelas autoridades convocadas, mas na presença deles.

A audiência será presidida pelo promotor José Farias e a mesa será composta por representantes da Seplan, da Sudema, autoridades do Legislativo e do Judiciário e representantes de organizações civis de defesa do meio ambiente e do patrimônio social. Os expositores terão 40 minutos para cada exposição. As pessoas terão cinco minutos para manifestação oral sobre a matéria.

Uma cópia do projeto de contenção da erosão na falésia do Cabo Branco vai ficar à disposição da população, para exame e anotações, no gabinete da 1ª Promotoria do Meio Ambiente, localizado na rua Rodrigues Chaves, nº 65, no Centro da Capital.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas