Início Geral

Ávidos por carniça

Quando assisto ao noticiário da televisão, vez por outra (deveria ser todo dia, já que sou jornalista e preciso estar sempre bem informado), percebo verdadeiros urubus ávidos por carniça. Refiro-me a certos colegas de profissão que sentem prazer em reproduzir qualquer notícia ruim sobre o Brasil, desde que envolva a presidente Dilma. Mas os colegas estão no cumprimento do dever e amparados pela Constituição. Deputados e senadores de oposição quererem destituir a presidente Dilma, seja por meio do impeachment ou da cassação do mandato na Justiça Eleitoral. É normal e compreensível.

O que revolta é ver deputados e senadores que passaram 13 anos mamando nas inchadas tetas do governo petista, agora quererem o impeachment da presidente da República, sob alegação de que foi ilegal o que chamam de pedalas fiscais, aquelas operações financeiras feitas por instituições que financiam projetos sociais do governo e chegam a utilizar o próprio dinheiro para pagar as despesas, no sentido de impedir que os beneficiários sejam prejudicados. Isso foi feito pelos governos anteriores e ninguém nunca cogitou impedir os mandatos.

Cassar a presidente por pedalas fiscais é injusto e cheira a golpe, como dizem os petistas, mas a oposição tem razão nas suas alegações, coisa que não cabe aos parlamentares do PMDB. O que a maioria peemedebista está fazendo com a presidente Dilma é uma traição sem precedentes. Mas tem que ser assim. Afinal de contas, eles sabem que o partido nunca chegará à Presidência se não for desta maneira. O PMDB nunca chegou ao Poder por méritos próprios.

Primeiro, não formou quadros capazes. O único que tinha- Ulysses Guimarães- sempre ficou em segundo plano. Em 1985, escantearam Ulysses, elegeram Tancredo Neves e quem levou a melhor foi o braço direito dos militares, José Sarney. Em 1992, quando os peemedebistas fizeram o impeachment de Fernando Collor (PRN), quem levou a melhor foi Itamar Franco, que tinha trocado o partido pelo PRN. Depois, foi atraído de volta ao PMDB. De lá para cá, o PMDB nunca chegou nem perto de ter uma liderança capaz de disputar a presidência. Primeiro, se escorou no tucano FHC. Quando viu que o tucanato não tinha mais futuro, se encostou a Lula, mamou o quanto pode no PT e permaneceu com Dilma até bem pouco tempo. Agora, dá um chute na presidente na tentativa de, mais uma vez, assumir da maneira mais desleal.

TORPEDO

“Mesmo que não haja tantos recursos, vamos inovar e buscar soluções. O turismo é uma das áreas mais importantes para a economia, e, se Deus entendeu que eu teria que sair da Câmara Municipal, é porque algo há de acontecer com essa mudança.”

Do vereador Fernando Milanez (PSD), que se licenciou para assumir a Secretaria de Turismo de João Pessoa.

Mercado do Rangel 1

Para justificar que a Prefeitura faz ouvidos de mercador a seus apelos, o vereador Chico do Sindicato disse que comprou, com seu próprio dinheiro, um bojo sanitário e uma caixa de água para o mercado público do Rangel.

Mercado do Rangel 2

O vereador do PT do B disse que também comprou canos para consertar um esgoto no marcado e proporcionar o mínimo de conforto para os pequenos comerciantes que utilizam o espaço público, “já que a prefeitura nada faz”.

Vice para Cartaxo

Lideranças ligadas ao médico e vereador Luiz Flávio defendem que ele seja apresentado pelo PSDB como candidato a vice na chapa que será encabeçada pelo prefeito Luciano Luciano Cartaxo (PSD) à reeleição.

Combate ao câncer

No Dia Mundial de Combate ao Câncer (8 de abril), o vereador Benilton Lucena (PSD) apresentou, na Câmara, projeto que dispõe sobre a realização de exames preventivos em servidoras públicas da Capital.

ZIGUE-ZAGUE

Repercutiu nacionalmente a notícia do assassinato do assentado da reforma agrária e presidente municipal do PT de Mogeiro, Ivanildo Francisco da Silva, 46 anos.

O portal do jornal O Estado de S. Paulo publicou matéria com informações da polícia e declarações do deputado Frei Anastácio e da presidente estadual do PT, Giucélia Figueiredo.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.