Azevedo minimiza creches feitas na PMJP e prefeito rebate

17
COMPARTILHE

O ano eleitoral mal começou e os pré-candidatos a prefeito de João Pessoa já começam a iniciar ataques contra seus adversários. O secretário de Estado do Governo de Ricardo Coutinho (PSB), João Azevedo (PSB), último colocado pesquisa realizada pelo Grupo 6Sigma e divulgada pelo Correio da Paraíba, minimizou as obras realizadas pelo prefeito Luciano Cartaxo (PSD). “A gestão hoje está muito limitada”, criticou.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

Segundo o socialista, o prefeito se especializou apenas em construir creches, “esquecendo os verdadeiros e grandes problemas da cidade de João Pessoa”. “Creche é um elemento. Se João Pessoa fizer uma gestão que está limitada a construção de creche, será muito pequena diante dos problemas que essa cidade enfrenta. Creche é muito importante, só que creche é só um fator do segmento dentro dos problemas maiores que esta cidade tem”, declarou em entrevista ao programa Correio Debate, Rede Correio Sat.

João Azevedo defendeu o retorno do Orçamento Democrático, extinto na gestão de Cartaxo, e alfinetou o prefeito afirmando que sua administração está baseada apenas em publicidade. “Precisamos de uma relação com a população de respeito, uma relação com a população de compromisso e não de promessa. Não é uma gestão, evidentemente, voltada apenas para propaganda”, acusou.

O prefeito fez questão de rebater as críticas do futuro adversário nesta segunda-feira (11), durante entrega de uma Unidade de Saúde da Família, no bairro do Cristo Redentor. Para ele, “é preciso ter grandeza para entender o significado de uma obra social”.

“Só que sabe o significado de uma creche na vida de uma família é quem tem a oportunidade de conhecer de perto os depoimentos dessas famílias. A oportunidade da criança chegar mais cedo à escola, da mãe poder trabalhar e de sustentar a casa. A gente prepara uma nova geração para João Pessoa”, respondeu.

Ainda para Cartaxo ser contra creches é pensar pequeno. “Ser contra creche é ser contra educação e ser contra a educação é ser contra a cidadania, é pensar pequeno diante de uma cidade que está em pleno desenvolvimento”, disse.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas