Bandidos presos

12
COMPARTILHE

As Polícias da
Paraíba e de Pernambuco estão de parabéns pelo empenho nas investigações que
resultaram nas prisões dos bandidos que sequestraram, torturaram e estupraram
duas mulheres, mataram uma delas e tentaram matar a outra e seu filho, no
último dia 20. O sequestro ocorreu no bairro dos Bancários, em João Pessoa.

As vítimas tinham saído de uma festa junina de crianças e foram atacadas por volta de 20h, no próprio carro de uma delas, perto de casa. Foram encontradas no dia seguinte, em um canavial no município de Goiana (PE). Uma estava morta. A outra estava ferida e em estado de choque. As duas foram estupradas e atropeladas. A criança estava amarrada no meio do mato.

Vivas, criança e mãe passaram a noite no frio e na chuva. A criança chorou o tempo todo e a mãe ouvia os gritos do filho sem poder socorrê-lo. Foi uma noite infernal, aterrorizante para aquela mulher sobrevivente: ferida e sem forças, vendo a amiga morta ao seu lado e ouvindo o filho gritar.

Os bandidos que fizeram isso deveriam apodrecer na cadeia. Eles precisam sofrer para pagar em vida pelos horrendos crimes que cometeram. Eles merecem a pena de morte. Infelizmente, o Brasil não aplica a pena de morte, a não ser em caso de guerra.

Bandidos como esses, em alguns estados dos Estados Unidos não escapariam da cadeira elétrica nem da injeção letal. Na Indonésia, na China e em outros países, eles não escapariam do fuzilamento.

Mas, no Brasil, é até possível escaparem da cadeia. Tomara que não. Porque será na prisão que eles terão o castigo que merecem. Os próprios comparsas se encarregarão de aplicar uma punição complementar.

Mais uma vez, parabéns as delegados, agentes de investigação, policiais militares e a todos os integrantes da força policial e da Justiça que, de uma forma ou de outra, participaram das investigações e levaram os bandidos assassinos para a prisão.

Mais uma vez, vai a solidariedade da sociedade paraibana aos parentes da mulher assassinada e à sua amiga que sobreviveu juntamente com o filho. Que Deus conforte as famílias e tenha compaixão do espírito da mulher que morreu.

Que o bandidos paguem pela crueldade que cometeram e mofem na prisão e que a Polícia continue agindo de maneira ágil e competente no sentido de proteger a sociedade da ação da bandidagem. (Adelson Barbosa dos Santos)

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas