Início Geral

Barriga no balc

Consagrados pelo uso, transmitindo conhecimentos comuns, os ditados populares atravessam os séculos nos norteando em relação a aspectos universais.

Ensinam, por exemplo, o valor do silêncio ao maximizar que “até o insensato passará por sábio se estiver calado”. Ou estimulam a cautela quando pregam que “mais vale um pássaro na mão do que dois voando”.

De fato, tem ditado pra tudo. E com sabedoria em todos.

O mundo dos negócios também tem seus provérbios. Muitos deles sinalizam para o papel estratégico da presença nos negócios. Afinal, não é “o olho do dono que engorda o gado”?

De onde venho, e por onde passei, alguns ditados me ensinaram lições importantes. Entre elas destaco uma especialmente ilustrativa que explica, com perfeição, a aliança entre prosperidade e dedicação: o segredo do sucesso é a barriga no balcão!
A verdade contida nesta sentença foi mais uma vez comprovada semana passada, na convivência com um casal de sucesso no comércio. Em meio a nossas sessões de “papos furados”, os questionei sobre o diferencial deles no segmento de móveis.

Confesso que sou um curioso sobre o talento (que não tenho) para o comércio, especialmente no setor de vendas.

Será que tem algum segredo? O que faz uma pessoa literalmente vender gelo a um esquimó enquanto outras conseguem encalhar produtos verdadeiramente necessários?

A resposta (uma delas pelo menos) está na aptidão nata. É como o talento para a música. Ou para os esportes. Ou você tem ou não tem.

O que vem depois é – tão somente – o desenvolvimento do dom; o lapidar de uma pedra bruta. A essência, porém, já está lá.

Manter os pés no chão também é uma necessidade. Evita, por exemplo, as futilidades que sobrevêm à sensação de riqueza. Pois quando o sucesso sobe à cabeça, a queda não é optativa. É iminente.

Aliás, um dos traços lamentáveis do sucesso consiste no abandono do comportamento aplicado. E a inevitável transmissão de bonança para a sucessão (que normalmente se sente ainda mais rica do que o fundador do negócio).

E é por isso que, não muito raro, as sucessões familiares não conseguem manter o mesmo brilho de seus antecessores.

Portanto, sem medo de errar, posso atestar que o insucesso comercial está na fragilidade do talento e da aplicação. E, para além deles, a mais pragmática das condições:

A presença.

Está no abrir e fechar da loja.

Está na dedicação in loco mesmo quando a gestão é profissionalizada e eficiente o suficiente para permitir a ausência.

É, em resumo, a barriga no balcão.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.