Início Saúde

Boletim epidemiológico revela aumento de casos de dengue, chikungunya e zika na Paraíba

Dados revelam aumento de 53% nas notificações de dengue, 331% de chikungunya e 239% de zika em relação a 2020
Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya (Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou o boletim das arboviroses do período de janeiro a 24 de julho de 2021. Foram registrados 6.982 casos prováveis de dengue, 4.413 de chikungunya e 718 da doença aguda pelo vírus zika.

Só neste mês de julho, foram 2.300 novos casos prováveis de dengue, 1.700 de chikungunya e 100% de acréscimo nos casos de zika, em relação ao boletim anterior. Se comparar com o mesmo período do ano de 2020, houve um aumento de 53% nas notificações de dengue; 331% de chikungunya e, para os casos prováveis de zika, houve um aumento de 239%.

Foram oito registros de óbitos suspeitos por arboviroses, nos municípios do Conde (1), João Pessoa (5), Sapé (1), e Patos (1), sendo quatro descartados e dois confirmados para dengue, em João Pessoa e Patos. Dois continuam em investigação. No mesmo período de 2020, houve um óbito confirmado por dengue, em Sapé, e dois casos confirmados por chikungunya, em João Pessoa. 

Em 2021, foram notificados 14 casos confirmados por vírus zika em gestantes, por critério laboratorial, nos municípios de Baraúna (1), Cabedelo (1), Campina Grande (1), Itapororoca (2), João Pessoa (4), Natuba (1), Pedras de Fogo (1), Picuí (1), Queimadas (1) e São Vicente do Seridó (1).

Até o fechamento do boletim, 209 municípios realizaram o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa). De acordo com os resultados enviados, 73 (34,92%) apresentaram índices que demonstram situação de risco para ocorrência de surto; 107 (51,19%) encontram-se em situação de alerta e 29 (13,87%) municípios em situação satisfatória. 10 municípios (4,78%) apresentaram níveis do Índice de Infestação Predial (IIP) zero. 

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.