Início Geral

Bombeiros orientam sobre cuidados com fogos de artifício no São João; vídeo

Na época das festividades de São João, a queima de fogos de artifício é bastante tradicional. A prática, no entanto, pode trazer riscos a quem pode apenas estar querendo se divertir. No mês de junho de 2016, o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, atendeu 106 pacientes com queimaduras. Diante desta realidade, o Corpo de Bombeiros oferece recomendações sobre os cuidados que devem ser tomados. Confira abaixo vídeo da TV Correio.

Leia também: Corpo de Bombeiros inicia Operação São João Seguro na Paraíba

“Todos fogos de artifício têm alguma carga explosiva, por isso que é importante que a gente tome muito cuidado ao manusear e comprar no local correto, porque, se comprarmos em um local não credenciado, podemos adquirir um material sem qualidade, sem procedência, havendo risco de acidentes”, disse o tenente Bezerra, do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o tenente, os fogos indicados para o uso infantil são apenas os que não têm estampido, como ‘traque’ e ‘chuveirinho’. Mesmo assim, o Corpo de Bombeiros recomenda que eles sejam utilizados sob supervisão dos pais. “É importante que a criança não aponte os fogos em direção a outras crianças ou a outros fogos, podendo acionar cargas explosivas maiores e causar um acidente”, alertou Bezerra.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O bombeiro explicou que os fogos se dividem em classes, de A a D. As categorias A e B englobam aqueles com menor potencial explosivo e os pais devem julgar se as crianças estão aptas a manuseá-los ou não. Os das classes C e D são para espetáculos pirotécnicos e devem ser usados por profissionais habilitados, não sendo indicados para uso recreativo.

O tenente ressaltou ainda a proibição do uso de balões, que podem causar incêndios nos locais em que são soltos em outros lugares que atingem.

Em caso de queimadura por fogos, o Corpo de Bombeiros recomenda a lavagem dos ferimentos com água corrente em temperatura ambiente e, em seguida, a busca de atendimento em hospital. “Não coloque nada além de água”, evidenciou Bezerra.

Confira vídeo da TV Correio:

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.