Moeda: Clima: Marés:

Botafogo enfrenta o Brasil de Pelotas procurando chegar a liderança da Série C

Nesse próximo domingo, 3 de julho às 11h00, o Alvinegro da Estrela Vermelha entra em campo no Estádio Bento Freitas, em Pelotas, à procura de uma vitória e de somar três pontos que podem, dependendo dos outros resultados da rodada, colocá-lo na liderança e à meio-caminho da próxima fase da Série C do Campeonato Brasileiro. E é sobre isso, que nós da Betsonly, onde você encontra as melhores apostas esportivas com picpay aqui, iremos falar hoje.

            Ocupando, atualmente, o 4º lugar na tabela, o Botafogo está há apenas três pontos da ponta da tabela e também há três pontos do primeiro time fora do G8, o grupo de oito equipes que passam para a próxima fase da competição. E por isso, em um campeonato tão “embolado” em que a diferença entre o último time do G8 e o primeiro da tabela é de apenas cinco pontos (ou seja, menos de duas vitórias), cada ponto e, principalmente cada vitória, obtida é importante. Ainda mais quando se joga fora de casa e em condições adversas, como deve ser o caso do jogo contra o Brasil de Pelotas.

            O Botafogo, no entanto, parece ter contato com uma boa dose de sorte para esse próximo confronto. Isso porque, seu jogo pela 12ª rodada da Série C, que deveria ocorrer nesse último domingo no Estádio Almeidão em João Pessoa contra o poderoso Mirassol (que até aqui lidera o campeonato), foi adiado para o dia 3 de agosto. Com isso, o Belo terá muito mais tempo para se preparar para o confronto contra o Brasil de Pelotas.

            E não apenas isso, o Botafogo acabou de contratar (na última quinta-feira, 23 de junho) um novo treinador, Itamar Schülle, que assume no lugar de Gerson Gusmão, que deixou o clube para dirigir o Remo, que também disputa a Série C desse ano. Schülle, que já comandou o Belo em outras ocasiões, teria pouquíssimo tempo para preparar o time para o jogo contra a forte equipe do Mirassol.

            Agora, no entanto, com adiamento da partida, o treinador terá cerca de 10 dias para preparar o time Alvinegro para o confronto contra o Brasil de Pelotas. E mais, ao invés de enfrentar o líder do campeonato, o Botafogo irá enfrentar o penúltino colocado na tabela e um clube em crise, lutando desesperadamente contra o rebaixamento. É inegável que esse é um cenário muito mais favorável para a estreia de Schülle, que já chegou ao Belo empolgado e falando em acesso, feito que ele quase conseguiu em 2016 quando também dirigia o clube.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.