Ivonete Ludgério é presidente da Câmara de Campina Grande (Foto: Hiran Barbosa)

Presidente da Câmara de CG promete endurecer com faltosos

"E se for preciso tomar medidas mais enérgicas, a mesa diretora vai tomar as devidas providências", disse Ivonete

80
COMPARTILHE

A Câmara Municipal de Campina Grande retomou os trabalhos nesta quarta-feira (11) e, em ano eleitoral, a pergunta mais frequente ouvida pela presidente Ivonete Ludgério (PSD) foi: como agir para evitar o esvaziamento da Casa durante o período das eleições. A resposta da parlamentar seguiu o fluxo dos demais comandantes de Poderes Legislativo. Ela garantiu, durante entrevista ao repórter Hiran Barbosa, da rádio 98 FM, de Campina Grande, que vai ter que endurecer a punição para quem não comparecer às sessões.

“Vou conversar com os colegas vereadores para que nós continuemos o trabalho suprapartidários que as questões políticas não nos atrapalhe. E se for preciso tomar medidas mais enérgicas, a mesa diretora vai tomar as devidas providências”, avisou.

Ivonete explicou que no regimento interno da Câmara já é calculado que no período eleitoral, que este ano será de 45 dias, fica determinado que ocorra apenas uma sessão semanal. Porém, ela defende que os trabalhos continuem acontecendo normalmente.

“É uma questão que sou contra, mas eu não posso tomar uma decisão sozinha. Vamos nos reunir e um dos assuntos da reunião será esse. Ou faremos as sessões únicas só durante os 45 dias, que a justiça manda que sejam os dias da eleição, mas normalmente vamos continuar com os três dias antes desse período. Por mim continuaria os três dias, mas preciso consultar os vereadores para tomar decisão única e definitiva”, falou.

Escolha de Bruno

Com a filha prestes a se casar com Bruno Roberto (PR), pré-candidato a vice-governador na pretensa chapa do senador José Maranhão (MDB), Ivonete brincou e disse que a liberou para votar no noivo. “Meu voto pessoal,  e como liderança e detentora de mandato, é do grupo político ao qual pertenço. Voto em Lucélio e Micheline. Enquanto Romero estiver pertencendo a essa coligação, estarei com o ela. O meu futuro genro, que é um filho para mim, mas já conversamos sobre isso, respeitamos a posição dele e da família dele, que está na política há muito tempo e eles também nos respeitam. A minha filha, apenas ela, está liberada para votar no noivo”, finalizou em tom de brincadeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas