Início Notícias

Camila acusa Ricardo de perseguir a oposição na Assembleia

A deputada Camila Toscano (PSDB) acusou o governador Ricardo Coutinho (PSB), nesta quarta-feira (09), de perseguir a bancada de oposição na Assembleia Legislativa. Segundo a tucana, o chefe do Poder Executivo estaria vetando projetos de parlamentares apenas pelo fato de eles serem oposicionistas.

Camila citou como exemplo o veto do governador ao Projeto de Lei 1379/2017, que dava a oportunidade dos pais participarem de reuniões para acompanhar o desempenho escolar dos seus filhos. A matéria  já havia sido aprovada pelos deputados.

“Agora, vamos lutar para derrubar o veto do Executivo. Essa tem sido a dinâmica na Casa de Epitácio Pessoa. Aprovamos matérias de grande relevância, o governador veta e atuamos para a sua derrubada, ouvindo a voz da população, que clama por políticas públicas”, destacou.

A deputada  salientou que este mesmo texto teve alterações que foram pedidas pelo governador através do seu porta-voz na Casa, deputado Hervázio Bezerra (PSB), mas mesmo assim, houve o veto. Segundo Camila, sem justificativa, apenas por perseguição política.

“Como é um projeto de muita importância, fizemos todas as adequações que ele solicitou, mesmo as julgando desnecessárias. Agora, somos surpreendidos com o veto do governador. Isso só demonstra a falta de sintonia com a sua bancada e uma perseguição com os deputados de oposição”, disse.

A Lei 1379/2017 de autoria de Camila Toscano, chegou a ser discutida na Casa por várias vezes e após o consenso com os parlamentares, o projeto foi encaminhado para o Executivo.  Pela Lei, os pais e responsáveis legais de crianças e adolescentes matriculados nas escolas de educação infantil, ensino fundamental e médio, da rede pública e privada do Estado da Paraíba poderiam ter suas faltas abonadas quando participarem de reuniões definidas em calendário escolar.

Comentários

  • tuka disse:

    oxente não sabia que isso era que saiba sempre os pais acampanha os filho nas escolas Camila citou como exemplo o veto do governador ao Projeto de Lei 1379/2017, que dava a oportunidade dos pais participarem de reuniões para acompanhar o desempenho escolar dos seus filhos. A matéria já havia sido aprovada pelos deputados

  • CHARLES disse:

    Camila Toscano vc é uma comediante!!!!!!

  • jose roberto agra de oliveira disse:

    é publico.toda paraiba conhece

  • jose roberto agra de oliveira disse:

    é publico que o governador persegue quem faz oposição

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.