Início Notícias

Caminhoneiros fecham rodovias para cobrar redução do diesel

A cobrança por melhores condições de trabalho e a redução no preço cobrado pelo óleo diesel motivou um protesto de caminhoneiros, nesta segunda-feira (21), em todo o país. Os profissionais também cobram atualização do preço praticado para a realização de fretes. Na Paraíba, algumas rodovias foram interditadas com caminhões e pneus queimados.

Até por volta as 11h20, houve a confirmação pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) de manifestações em rodovias que cortam as cidades de Campina Grande, Marizópolis e Soledade.

No quilômetro 153 da BR-230, em Campina Grande, localizada a 130 quilômetros de João Pessoa, houve aglomeração, no início da manhã, de manifestantes com caminhões. O trânsito no local foi liberado nos dois sentidos.

De acordo com a PRF, os manifestantes interditaram o trecho próximo ao quilômetro 213, da BR-230, na cidade de Soledade. Houve queima de pneus, mas os dois sentidos da rodovia estão liberados.

Outro trecho da rodovia no Sertão também foi alvo dos protestos. Cerca de 12 caminhões bloquearam a BR-230, na altura do KM 481, em Marizópolis. Os manifestantes já liberaram o fluxo de veículos no local.

Liminar proíbe interdição

Uma liminar proibindo a interdição pelos caminhoneiros foi concedida pelo juiz Emiliano Zapata, nesse domingo (20). Com a decisão do magistrado, o sindicato da categoria está sujeito a pagamento de multa no valor de R$ 200 mil.

* Matéria atualizada novamente às 16h para incluir informações da PRF repassadas através de um grupo no aplicativo WhatsApp, de que não haviam mais bloqueios nas rodovias. Mais cedo, a reportagem do Portal Correio havia entrado em contato com a assessoria e o posto da PRF de Santa Terezinha, em Campina Grande, mas não obteve as informações solicitadas. Durante o contato com a assessoria de imprensa, a reportagem foi informada que o responsável pelo setor só estaria no local de trabalho às 9h. Antes disso, o Portal Correio tentou, por diversas vezes, contato via celular, mas o aparelho encontrava-se desligado.

Comentários

  • João Damião disse:

    Apoiado! esse governo golpista entrou por causa do exagerado aumento dos combustíveis, agora tá explorando o povo de forma exagerada

  • Gilson de Castro disse:

    Sinceramente não entendo essas “liminares” da justiça Brasileira. O MST fecham as rodovias e causam problemas e nenhum juiz determina a desocupação deles.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.