Determinação

Greve dos caminhoneiros

Gastronomia

TV Correio

caminhoneiros-nao-aceitam-acordo-do-governo-e-greve-vai-continuar
Caminhoneiros prometem continuar mobilização (Foto: Assuero Lima, do Jornal Correio da Paraíba)

Caminhoneiros não aceitam acordo e greve continua

Presidente do Sindconpetro-PB disse que a redução proposta pelo governo federal de baixar o preço do diesel por apenas 60 dias não resolve a situação

3270
COMPARTILHE

A proposta de acordo anunciada, nesse domingo (27), pelo presidente Michel Temer parece não ter agradado muito aos caminhoneiros que estão mobilizados no estado. Pelo menos foi o que disse o presidente do Sindicato dos Condutores e Empregados em Empresas de Transporte de Combustíveis Produtos Perigosos e Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindconpetro-PB), Hermerson Galdino, em contato com o Portal Correio, nesta segunda-feira (28).

O presidente do Sindconpetro-PB disse que a redução proposta pelo governo federal de baixar o preço do diesel por apenas 60 dias não resolve a situação. Segundo ele, isso pode ser uma forma de desmobilizar o movimento para depois reajustar novamente o preço do produto. “Vamos ficar mobilizados o tempo que for necessário para garantir que o governo resolva essa situação. Enquanto não surgir uma proposta que atenda nossa categoria a greve não irá acabar”, disse.

Hermeson também reiterou que o protesto dos caminhoneiros está sendo feito de forma pacífica e ordeira e não aceita vandalismos. Ele também agradeceu o apoio da população, que tem ajudado com a doação de mantimentos para os manfiestantes. “Precisamos do apoio do povo para que se incorpore ao movimento, pois o preço da gasolina também tem que baixar”, arrematou.

Nesta segunda-feira (28), os caminhoneiros irão realizar um protesto às 16h nas proximidades do Porto de Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas