Moeda: Clima: Marés:
Início Cultura

Campina Grande abre duas exposições na agenda de contrapartidas da Lei Aldir Blanc

Exposição 'Intolerância' acontece na galeria Edvaldo do Ó, no hall da Secult, como temas como racismo, diversidade religiosa e sexualidade. Biblioteca Municipal Félix Araújo recebe a exposição ' Arretadas

A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), abre nesta segunda-feira (18) duas exposições dentro do calendário de contrapartidas da Lei Aldir Blanc no âmbito municipal.

A exposição ‘Intolerância’ acontece na galeria Edvaldo do Ó, no hall da Secult, e se trata de uma mostra fotográfica que aborda temas como racismo, diversidade religiosa e sexualidade. A Biblioteca Municipal Félix Araújo recebe a exposição ‘ Arretadas – Quarando a Chita’, que é composta por obras em pintura em acrílica sobre tela.
 
 A exposição fotográfica do campinense César di Cesário retrata pessoas que já sofreram algum tipo de intolerância, se tratando de um tema pertinente na atualidade, e leva as pessoas a refletirem sobre o respeito às diferenças.

“Tudo deve começar e terminar pelo respeito. A intolerância é exatamente o oposto disso”, destacou o fotógrafo. As 12 fotografias impressionam também pelo tamanho (cada uma tem 2 metros de altura). Ficarão expostas das 8h às 13h, até o dia 30 de abril, no Salão de Exposição da Secult, que fica ao lado do Terminal de Integração.
 
César di Cesário é fotógrafo desde 1992 e já participou de 10 exposições fotográficas, individuais ou coletivas. atuando nas áreas de culinária, moda, arquitetura, shows musicais e esportes. Além disso, o artista tem fotos publicadas em diversos portais de turismo, culinária e eventos, além de revistas como Contigo, Caras, Veja, Casa Cláudia, Espaço D, Planeta, revistas de bordo da Gol, Azul, Collezione (Itália), Life (Portugal), Catálogo do Artesanato Paraibano, bem como capas de CD e de livros.
 
A exposição ‘Arretadas’, titulo alternativo para ‘Quarando a Chita’, é composta por sete obras em pintura em acrílica sobre tela, de autoria da artista plástica paraibana, Renata Cabral, A exposição retrata, através de ícones femininos, a atmosfera da cultura popular paraibana, com obras denominadas de: Lavadeira, Mão de Milho, Bãi de Ri, Rainha da Lata, Mulé Rendeira, Contra Vento Virado e Mãe de Umbigo. Os títulos fazem referência à linguagem coloquial relacionada ao tema das cenas representadas nas pinturas.
 
Com talento natural para o desenho, Renata Cabral ganhou notoriedade por meio dos portraits com traços neoexpressionistas, caracterizados por grandes olhos e cores vibrantes, inspirados na cultura popular, cenas do cotidiano e no universo feminino, proporcionando a participação em exposições que marcaram a sua trajetória, como no Complexo Louvre, em Paris, e ainda em Nova York, Miami, Lisboa e Madri. Por sua atuação artística, recebeu prêmios, honras e reconhecimento. A exposição ficará disponível até o dia 2 de maio, de 8 às 16h, na Biblioteca Municipal de Campina Grande.

Palavras Chave

Campina GrandeCultura

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.