Moeda: Clima: Marés:
Início Pandemia

Campina Grande registra alta da Covid e anuncia reforço de médicos em hospitais

Segundo a Secretaria de Saúde municipal, em dois dias 45% dos pacientes testados foram diagnosticados com a doença
(Foto: Codecom/PMCG)

A Prefeitura de Campina Grande está reforçando o número de médicos para suprir a demanda de atendimentos a pacientes com suspeita de Covid, que voltou a subir nos últimos dias.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde, Campina Grande vem enfrentando um novo crescimento no número de casos da Covid-19. Somente neste fim de semana (dias 22 e 23), foram aplicados 452 testes de antígeno e 205 pessoas foram diagnosticadas com o vírus, um total de 45% dos pacientes testados.

Com o aumento na procura por atendimento, o secretário de Saúde do Município, médico Gilney Porto, determinou a contratação de mais médicos e plantões, para prestar atendimento a essas pessoas.

Conforme o secretário, apesar do aumento no número de casos, a imensa maioria dos pacientes não tem evoluído para internação. A taxa de ocupação de leitos, atualmente, é de 16% de enfermaria e 14% de UTI.

Atendimento

A testagem está sendo realizada em seis unidades hospitalares da cidade: Complexo Hospitalar Municipal Pedro I, as duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), o Hospital Dr. Edgley, o Hospital da Criança e do Adolescente (para pessoas até 16 anos de idade) e o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (para gestantes).

Além disso, diante do desabastecimento de testes de Covid-19, o município adotou a triagem qualificada, para a aplicação de exames apenas nas pessoas que se enquadram nos critérios, como dias de sintoma e grupos prioritários.

O diagnóstico clínico também vem sendo adotado, que pode indicar se o paciente está ou não com Covid-19, analisando exames de imagem ou relato de anosmia e ageusia; ou se é um quadro de síndrome gripal e, dessa forma, o paciente é isolado.

Além dos testes por antígeno, com resultado instantâneo, também são aplicados testes rápidos de sangue e sorologia e as equipes coletam SWAB RT-PCR para análise no Laboratório Central da Paraíba (Lacen), em João Pessoa, cujo resultado é divulgado a partir de 5 dias.

Para esse exame, os pacientes fazem agendamento para coleta após passarem pela avaliação médica no Hospital Municipal Pedro I, uma vez que o Lacen não funciona nos finais de semana e, para este teste, é necessário um planejamento maior de número de coletas recebidas e submetidas ao laboratório.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.