Início Geral

Caramujo africano se prolifera com chuvas; veja como evita-lo e se proteger de doenças

O tempo frio e chuvoso, que vem ocorrendo e alguns dias na Paraíba, aumenta a possibilidade de proliferação do caramujo africano, animal que é hospedeiro de vermes capazes de transmitir doenças sérias aos seres humanos, como a meningite. Para se prevenir e evitar criadouros do caramujo africano em casa, o Portal Correio lista abaixo alguns cuidados que devem ser tomados.

Leia mais Notícias no Portal Correio

A prevenção da reprodução do caramujo africano deve ser feita a partir da limpeza dos terrenos e quintais para evitar o crescimento de vegetação, que é o alimento do animal.

A reprodução do caramujo é feita pelo próprio animal, já que ele é hermafrodita (possui os dois sexos em um mesmo corpo). Por ano, um único caramujo chega a colocar cerca de mil ovos.

Caso caramujos sejam encontrados nas residências, o proprietário deve realizar o procedimento de catação, que consiste na utilização de luvas e sacolas plásticas. Após pegar o caramujo, o animal deve ser condicionado na sacola e, em seguida, posto em tanques ou baldes com água e sabão.

Animal é vetor de doenças

Uma das principais doenças que são transmitidas por vermes presentes no caramujo africano é a meningite.

O problema começa a partir da ingestão do caramujo ou de muco do molusco infectado. Uma vez ingeridas, as larvas do verme migram para o sistema nervoso central e se alojam nas meninges, que são membranas que envolvem o cérebro. O organismo inicia uma reação inflamatória, que resulta no quadro de meningite.

Prefeitura faz ação contra o caramujo

Nesta quinta-feira (10), às 16h, a Avenida Cabo Branco, na orla da Capital, vai receber uma ação de combate e prevenção ao aparecimento do caramujo africano.

Segundo a secretária da Semam, Daniela Bandeira, a ação terá caráter preventivo e tenta conscientizar os pessoenses sobre a importância do combate ao caramujo africano.

“Neste primeiro momento vamos trabalhar apenas na via pública, mas que fique como exemplo para as pessoas também realizarem a ação de recolhimento do caracol em suas casas. Estamos nos aproximando do período de reprodução do animal e precisamos prevenir”, disse a secretária.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.