Moeda: Clima: Marés:

Carta com propostas para garantir inserção de jovens no mercado de trabalho será entregue ao governador da Paraíba

Foto: Divulgação

As angústias, dificuldades e soluções para garantir a inserção dos jovens no mercado de trabalho foram debatidas durante sessão especial realizada pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta quinta-feira (2), no município de Cuité. A sessão, que aconteceu por meio da Frente Parlamentar de Enfrentamento às Drogas e Defesa da Juventude, proposta pela deputada Rafaela Camaraense, garantiu a formulação de uma carta com propostas que visam assegurar a contratação de jovens que será entregue ao governador João Azevêdo.
 
Entre as propostas contidas na Carta estão: a criação de uma política estadual voltada para a inserção do jovem no mercado de trabalho; sensibilização das empresas para a importância de contratação de jovens e até a possibilidade de incentivos fiscais; levantamento das áreas mais promissoras e com postos de trabalho abertos e em paralelo a qualificação de jovens para ocupar esses espaços. 
 
Também consta na Carta, a criação de um banco de talentos, com currículos dos jovens, para disponibilizar com as empresas; e a inserção nas escolas atividades voltadas ao estímulo ao empreendedorismo, pois muitos jovens têm vocação, vontade, mas falta orientação e até incentivo para que tirem ideias da cabeça e coloquem em prática.
 
“Foi uma sessão importante para a juventude paraibana. A inserção dos jovens no mercado de trabalho é um desafio histórico no Brasil, que foi agravado com a pandemia da covid-19. A inclusão no mercado de trabalho não vem sendo fácil para nossa juventude. Alguns obstáculos que comprometem a trajetória dos jovens são a falta de qualificação, ausência de experiência, trabalho informal e dificuldade de conciliar estudos e emprego. Por isso, vamos apresentar ao governador João Azevêdo uma carta com algumas propostas que podem facilitar a inserção dos jovens no mercado de trabalho”, disse.
 
Para Maria Edilene Lins, procuradora do Trabalho, a principal política de inserção dos jovens no Brasil é o Jovem Aprendiz, programa que garante a contratação desse público, mas que precisa ser expandida. “Precisamos expandir isso. Aqui na região, como as empresas são pequenas, não são obrigadas a contratar, mas também não são proibidas. É preciso que os empresários entendam isso. Essa sessão é importante para fazermos alertas e apelos para que mais oportunidades sejam dadas aos jovens”, disse.
 
A auditora fiscal do Trabalho, Joana Sousa, destacou que as contratações de jovens também podem ser feitas pelas empresas públicas, como a Cagepa, por exemplo. “É importante reforçar isso. Seria interessante que uma empresa como essa que atende os 223 municípios paraibanos pudesse dar uma oportunidade a pelo menos um jovem em cada uma dessas cidades. Nosso trabalho é voltado para isso, para alertar e propor que cada vez mais empresas dêem oportunidades a juventude”, destacou.
 
A secretária Executiva de Estado da Juventude, Madu Ayá, destacou as ações da pasta em prol dos jovens e lembrou a construção do Plano Estadual Decenal de Políticas Públicas para a Juventude que também trata sobre emprego. “A gente falar de juventude, fala do presente; a gente quando dá oportunidade aos jovens, transforma o hoje. E o Plano Decenal das Juventudes trata disso, de mais oportunidades. O jovem pede por oportunidade de emprego, mas também de se qualificar, de aprender e na Secretaria temos cursos para garantir essa formação. Sessões como essa são importantes para que possamos chamar mais atenção dos paraibanos para esse tema essencial para o desenvolvimento do nosso estado”, disse.
 
O prefeito de Cuité, Charles Camaraense, agradeceu a deputada Rafaela por interiorizar as discussões sobre a juventude e o mercado de trabalho, destacando que a Prefeitura Municipal tem ações voltadas para esse público, inclusive com uma Diretoria da Juventude constituída. “Muito obrigado pela iniciativa de trazer a Assembleia Legislativa ao município para debater ações que garantam a inserção da juventude no mercado de trabalho. Temos dado muitas oportunidades aos jovens do nosso município. São várias as experiências de jovens que passaram pela gestão municipal e hoje estão na iniciativa privada e até mesmo começaram a empreender. Temos na nossa gestão uma Diretoria da Juventude justamente por entender a importância desse público para nosso município. Lá são desenvolvidas ações e políticas públicas que possam garantir o desenvolvimento pessoal e profissional da nossa juventude”, observou.
 
Também participaram da sessão: José Justino Filho, diretor do Centro de Educação e Saúde da UFCG; Andréia Cruz, representante do CIEE; Plácido Neto, empresário; e Gustavo Eleotério, Diretor de Juventude de Cuité; além de vereadores e jovens do município de Cuité.
 
Dados – Pesquisa do IBGE concluiu que o país tem 14,8 milhões de desempregados. Na faixa etária de 14 a 24 anos, o desemprego é maior e afeta 77% dessa população. A população jovem do Brasil é, atualmente, a maior da história: mais de 47 milhões de pessoas entre 15 e 29 anos, segundo a Pesquisa Juventudes e a Pandemia do Coronavírus.

Palavras Chave

Informe Legislativo

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.