Início Geral

C?cero e o suspense

A olho nu, não se vê apetite no semblante e discurso do senador Cícero Lucena para disputar outro cargo fora a reeleição, hipótese já descartada pela necessidade e decisão do seu partido. Mais do que isso: o próprio Cícero não se movimenta como quem tenha interesse em mirar, por exemplo, na deputação federal, alternativa sugerida pelo presidenciável Aécio Neves e pelo senador Cássio Cunha Lima.

O desinteresse pessoal de Cícero espanta a muitos do cenário político. Como um ex-prefeito de João Pessoa e ex-governador em pleno mandato de senador pode foragir deliberadamente do processo? Pela história e currículo, ele tem tamanho e condições de sobra de pleitear uma vaga na Câmara Federal.

Além da estadualização do nome, Lucena conta com um adicional ao seu favor, caso viesse a brigar por uma das doze vagas. Com a saída de Lucélio Cartaxo e Ruy Carneiro do páreo, há um vácuo imenso a ser ocupado no mapa eleitoral de João Pessoa, por onde Cícero sabe palmilhar em cada recanto com desenvoltura e conhecimento.

Popular, carismático e com reconhecida penetração nas classes mais populares da Capital, Cícero teria tudo para sair na dianteira da votação para deputado federal na cidade que o projetou para a política. Recém egresso da eleição de 2012, o seu nome ainda está bem fresco na memória do pessoense.

Ficar fora da eleição, como tem sinalizado, é um erro político. Gastar tempo e saliva se vitimizando pela sobrada de curva na chapa tucana, algo que ele próprio construiu pelo distanciamento das bases, nada constrói para seu recheado portfólio de seguidos cargos e mandatos.

A não ser que já tenha decidido, no foro íntimo, pela legítima dedicação integral à família e aos negócios privados. Se assim optou ou optar, não vale então ficar fazendo beicinho e nem suspense.

Banner Rodapé

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.