Início Serviços

Tempo instável que causou chuva recorde em João Pessoa continua pelo segundo dia seguido

Mês já acumula mais de 320 milímetros de chuvas, somando-se às registradas no dia 13 de fevereiro
Avenida Pedro II, no Centro de João Pessoa, com tempo chuvoso neste sabado (27) (Foto: Portal Correio)

O sábado (27) amanheceu com mais chuvas em João Pessoa, dando continuidade ao tempo instável que começou nessa sexta-feira (26) e provocou as maiores chuvas já registradas em 30 anos.

A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa) contabilizou 202,8 milímetros em apenas seis horas. Entre 7h e 13h de sexta-feira (26) foi anotado o dobro da média histórica do mês de fevereiro, que é 101,1 milímetros.  Um milímetro de chuva equivale a um litro de água por metro quadrado.

É importante destacar que o mês já acumula mais de 320 milímetros de chuvas, somando-se às registradas no dia 13 de fevereiro, o que corresponde a uma alta de 220% no volume pluviométrico, em relação à média histórica.

De acordo com a meteorologista Marle Bandeira, as chuvas de sexta-feira foram as maiores  registradas pela Aesa na capital num período de 24 horas.

“O banco de dados do setor de Monitoramento e Hidrometria da Aesa contabiliza os índices pluviométricos em toda Paraíba desde 1994. Os maiores números que tínhamos de João Pessoa até ontem eram de 30 de maio de 1996, com 190 milímetros e em 14 julho de 2019, 182,4 milímetros. Ambos os casos no período de 24 horas”, elencou.

As precipitações foram provocadas por um conjunto de fatores. “A configuração dos ventos em altos níveis, as altas temperaturas e alto teor de umidade presente no ar contribuíram para que as nuvens se intensificassem trazendo bastante chuva, principalmente na região do Litoral”, explicou Marle.

Queda de árvores

De acordo com o diretor da Divisão de Controle Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente, Anderson Fontes, seis árvores caíram nessa sexta-feira.

Uma queda foi registrada no Jardim Botânico, tombando para a Avenida Pedro II. Também foram registradas quedas no Altiplano, no Jardim Cidade Universitária, Jaguaribe, Mangabeira e Miramar.

Trânsito

De acordo com o diretor da Divisão de Controle Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente, Anderson Fontes, seis árvores caíram nessa sexta-feira.

Uma queda foi registrada no Jardim Botânico, tombando para a Avenida Pedro II. Também foram registradas quedas no Altiplano, no Jardim Cidade Universitária, Jaguaribe, Mangabeira e Miramar.

Conforme a Seuperintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), até as 11h30 deste sábado (27) algumas vias de João Pessoa apresnetavam problemas com alagamentos.

  • Centro: Av. Dom Pedro II x Tabajaras (Equipe no local)
  • Centro: Av. Dom Pedro II x Rodrigues de Carvalho (Equipe no local)
  • Cristo: Av. Ranieri Mazille (Empasa)

Como pedir ajuda

A Defesa Civil informou que dispõe de um telefone 24 horas para casos urgentes durante chuvas. O Disk Defesa Civil funciona através do  0800 285 9020.

Em caso de urgências na mobilidade urbana, a Semob disponibiliza o telefone 118 ou WhatsApp (83) 987602134. Para ocorrências de trânsito nas BRs, a PRF atende pelo 191. O Corpo de Bombeiros pode ser acionado pelo telefone 193.

Em caso de risco de queda de árvore, a população pode entrar em contato com a Secretaria de Meio Ambiente de João Pessoa (Semam) pelo telefone 0800 281 9208.

Ranking das chuvas na Paraíba

As cinco cidades onde mais choveu neste mês de fevereiro na Paraíba são: Pedra Branca (458 mm), Diamante (334 mm), São José da Lagoa Tapada (321 mm), Coremas (301 mm) e São José de Caiana (298 mm).

Pedra Branca também lidera o ranking das chuvas de 2021 com 518 milímetros, seguida por Cajazeiras (398 mm), Carrapateira (392 mm), Diamante (386 mm) e São José da Lagoa Tapada (381 mm).

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.