Início Economia

Cinco pontos de João Pessoa recebem feira itinerante de produtores

Cinco pontos estratégicos da Capital foram escolhidos para receber a feira itinerante
Milho
(Foto: Divulgação/Secom-JP)

Sem condições de vender a produção na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), na Zona Sul de João Pessoa, devido à pandemia de Covid-19, assentados da reforma agrária, agricultores familiares e artesãos de municípios vizinhos encontraram uma forma de se aproximar do público consumidor.

Em parceria com a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), e com a União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes-PB), eles vão realizar, nos períodos de 17 a 19 e de 21 a 23 de junho, a Feira Móvel do Produtor.   

Cinco pontos estratégicos da Capital foram escolhidos para receber a feira itinerante. Nesta quinta-feira (17) e sexta-feira (18), a comercialização acontecerá no Ponto de Cem Réis, no Centro da cidade, das 7h às 15h. No sábado (19), no mesmo horário, na Praça Cristo Rei, em Mangabeira.

Na segunda-feira (21), também das 7h às 15h, a feira acontece na Praça Desembargador Osias Nacre Gomes, no Jardim Oceania. Na terça-feira (22), das 16h às 20h, os agricultores e artesãos estarão nas proximidades do Mercado de Peixes de Tambaú. O projeto se encerra na quarta-feira (23), no Parque Solon de Lucena, no Centro de João Pessoa.  

Nos dias de abertura e de encerramento do projeto, haverá apresentação de grupos de forró pé de serra.

Milho, comidas típicas e artesanato

O projeto tem como objetivo comercializar de forma itinerante, e respeitando os protocolos de prevenção à Covid-19, a produção de pequenos agricultores e artesãos, que sempre tiveram no período junino o maior volume de vendas.

Além de propiciar o escoamento da produção agrícola, principalmente de milho, neste momento de isolamento social, a feira vai levar à população de João Pessoa alimentos de qualidade a preços baixos, por serem adquiridos sem atravessadores, plantas ornamentais, comidas típicas e peças de artesanato.

Um carro de som vai fazer a divulgação nas vias próximas aos locais que receberão a feira itinerante e um caminhão transportará toda a estrutura para a realização da feira móvel, como barracas, mesas e cadeiras. 

O presidente da Unicafes-PB, o agricultor Jaciel Franklin Pereira da Silva, do Assentamento Canudos, no município de Sobrado, na região da Zona da Mata paraibana, disse que os pequenos agricultores e artesãos estão animados com a Feira Móvel do Produtor e confiantes que o público consumidor vai comparecer aos locais de comercialização.

“A empolgação é grande, pois é um drible nos efeitos da pandemia, que trouxe grandes restrições às feiras. Vamos voltar com toda a força neste novo modelo. Neste momento delicado, iniciativas como esta renovam a esperança dos agricultores”, afirmou o representante da Unicafes-PB, que representa cerca de 1,2 mil famílias de 30 entidades ligadas à agricultura familiar paraibana.

Cecaf

A Cecaf foi inaugurada em 2015 e possui 120 comerciantes de 28 municípios da Paraíba cadastrados, mas, devido à pandemia, apenas 80 deles, sendo cinco artesãos, estão ativos. Antes da pandemia, as feiras aconteciam às quintas-feiras e sábados e, anualmente, durante as festas juninas, era realizado o Festival do Milho.

No espaço, localizado no bairro José Américo e mantido pela Prefeitura de João Pessoa, são comercializados legumes, frutas, hortaliças, raízes, mel, bolos, doces, aves, frutos do mar, queijos e comidas regionais prontas, além de peças de artesanato.

Palavras Chave

Economia

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.