Início Geral

Clima de luto toma conta de concentra??o da sele??o ap?s les?o de Neymar

Um clima de luto tomou conta da seleção brasileira nas últimas horas por causa da lesão lombar que tirou o atacante Neymar da Copa.

Leia mais notícias de Esporte do Portal Correio

A solidariedade, o choro e a lamentação começaram ainda em Fortaleza, onde o Brasil derrotou a Colômbia por 2 x 1 na sexta-feira (4). O jogador chegou de ambulância ao avião onde estavam os jogadores da seleção, que esperavam o craque para embarcar para o Rio de Janeiro. O médico do Brasil, José Luís Runco, disse à Reuters sobre o momento.

— Foi difícil dormir essa noite. Muita gente chorou com ele e fizeram fila para cumprimentá-lo na hora de embarcar. Claro que o grupo teve um choque e todos ficaram chateados. Parece que a gente perdeu o jogo. Isso vai ser motivo para o time crescer, avançar e, assim, homenagear o colega que se dedicou tanto neste Mundial.

O jogador foi avisado por Runco sobre a gravidade da lesão que o tiraria do restante da competição.

Com anos de seleção brasileira, Runco comparou a notícia que teve que dar a Neymar ao corte do volante Emerson, que se lesionou às vésperas do Mundial de 2002 numa brincadeira em um treino em que atuava como goleiro. Nos dois casos, o médico teve o papel de incentivar os atletas.

— Não dei chance de ele (Neymar) me perguntar. Eu o informei que estava fora (da Copa) e ele ficou extremamente emocionado. Era muito normal isso ocorrer. Com o tempo, ele foi assimilando e eu disse: essa é uma limitação de um sonho, mas não a limitação de um jogador. Foi lesão “boa” para um jogador profissional.

O desânimo tomou conta até dos torcedores, que em outros finais de semana lotavam a porta da Granja Comary, em Teresópolis (RJ), à espera por qualquer contato com os atletas.

O que se viu neste sábado (5) foi uma concentração e um público frios, tal como a temperatura na cidade serrana.

Ainda de madrugada, Neymar foi medicado com analgésico e tomou um relaxante para dormir mais tranquilo. Aos médicos, o jogador revelou que a noite foi dolorosa, mas foi possível dormir um pouco.

O craque brasileiro teve o apoio do pai na Granja Comary. Ele dividiu o quarto com o camisa 10 em suas últimas horas na concentração. A decisão de seguir para casa neste sábado foi tomada pelo próprio jogador.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.