Investigação

Abono Salarial

#SouRepórterCorreio

TV Correio

Colombianos
Presos e materiais apreendidos serão levados para sede da Polícia Federal em Cabedelo (Foto: Alexandre Freire/Portal Correio)

Colombianos são alvos de operação contra agiotagem

Na Paraíba, ordens judiciais foram cumpridas no bairro Bancários, Zona Sul. Trinta policiais cumprem mandados de prisão preventiva e também de busca e apreensão

1088
COMPARTILHE

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (15), na Paraíba e no Amapá, a Operação Sicário, para combater crimes de agiotagem. Colombianos são alvos de cinco mandados de prisão preventiva e sete de busca e apreensão. Na Paraíba, ordens judiciais foram cumpridas no bairro Bancários, Zona Sul de João Pessoa. Foram apreendidos celulares, dinheiro e anotações sobre o esquema criminoso. A operação conta com a participação de 30 policiais federais.

Leia também:

Conforme a Polícia Federal, os investigados fazem parte de uma organização criminosa dedicada à pratica do cobro ou cobrito, vertente colombiana de instituição financeira clandestina com organizado sistema de empréstimo de dinheiro a juros extorsivos.

As investigações apontaram que o cobro era feito através do oferecimento de panfletos a lojistas, geralmente pequenos empresários, em que era exposta uma cobrança de juros diária sobre pequenas quantias. A abusividade das cobranças era disfarçada no material.

“Os recursos captados a partir de empréstimos extorsivos destinam-se a um fundo cuidadosamente organizado e administrado pela organização criminosa através de aplicativos eletrônicos, sendo posteriormente reinvestidos na expansão das atividades ilícitas mediante a estruturação de novos cobros em outras cidades”, divulgou a PF.

Os alvos da Operação Sicário vão responder pelos crimes de formação de organização criminosa, operação de instituição financeira clandestina e lavagem de dinheiro, cujas penas, se somadas, podem ultrapassar 30 anos de reclusão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas