Início Colunas
Josival Pereira

O neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, muito respeitado no mundo, largou o trabalho nos Estados Unidos no ano passado e veio se dedicar a ações de combate ao coronavírus no Brasil.

Assumiu a coordenação do Comitê Científico do Consórcio Nordeste, constituído pelos governadores da região, e não fez outra coisa a não ser pesquisar, estudar, formular políticas, sugerir medidas, defender ações e agir quando possível. Dedicou-se.

Mas Nicolelis cansou de pregar no deserto e largou o Consórcio Nordeste. Depois, na madrugada desta quarta-feira, escreveu, sobre o avanço da Covid-19, que o Brasil é o maior “laboratório a céu aberto onde se pode observar a dinâmica sem qualquer medida eficaz de contenção”.

Deixou outra sentença nas redes sociais: “Todo o mundo vai testemunhar a devastação épica que o SARS-CoV-2 pode causar quando nada é feito de verdade para contê-lo”.

Só que isso não é nada diante da gravidade do que Nicolelis já vinha dizendo desde o início de janeiro. Eis, a seguir, algumas de suas avaliações e opiniões:

· “(…) A equação brasileira é a seguinte: ou o país decreta lockdown nacional imediatamente ou não daremos conta de enterrar nossos mortos em 2021”.

· “Estamos correndo o risco de entrar em colapso sanitário, social e econômico. O Brasil está na UTI e o diagnóstico é falência terminal de múltiplos órgãos”.

· “Inglaterra decretando o terceiro lockdow nacional (…). Por aqui, a palavra lockdown virou palavrão para gestores. Tanto melhor para o coronavírus, que se beneficia da inoperância, omissão e ignorância rampantes”.

· “Se nada for feito, se continuarmos com esses índices crescendo assustadoramente, se as pessoas acharam que não ter carnaval em 2021 foi grave, a possibilidade da gente não ter carnaval em 2022 começa a ser real”.

· “É importante que a gente deixe bem claro: (…) não haverá solução com medidas paliativas que são conhecidas como sendo ineficazes em todo mundo, como o toque de recolher”.

Haverá quem diga que Nicolelis exagera. Mas, reparando bem, há muita verdade em suas opiniões e nós, com nossos governantes vacilantes, empresários reclamantes e população claudicante, parecemos todos negacionistas.

O quadro do horror está pintado.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.