Início Colunas
Ivo Marques

Já há alguns anos, ouço que a situação financeira do Campinense é irreversível e que o clube está falido. Concordo que a situação financeira da Raposa é extremamente grave, mas não concordo quando dizem que não tem mais jeito. Não há problema que não haja solução, apenas alguns precisam de muitos fatores positivos para ser superado. No caso da Raposa, um jovem presidente está dando um excelente exemplo.

Quando Phelipe Cordeiro assumiu a presidência executiva do Rubro-negro, ouvi muitas críticas, dizendo que ele era um menino sonhador e sem dinheiro, e que jamais faria de novo o Campinense ter um time competitivo, com tantos problemas financeiros. Eu não cheguei a pensar assim, mas tinha uma opinião, que a partir daquele momento, a Raposa não seria mais um time com condições de conquistar títulos paraibanos, nem muito menos chegar a uma Série C. As dívidas trabalhistas e com o Governo Federal se multiplicavam e não havia uma solução à vista.

Gracas a Deus, e para sorte dos rubro-negros, o jovem Phelipe Cordeiro fez eu e muita gente queimar a língua. Diante do enorme problema, ele usou muita criatividade e força de vontade, para junto com muitos abnegados, conseguir colocar em prática a política do bom e barato e não pensou no total da dívida, e sim o que poderia fazer dia após dia para diminuir o problema, e ao mesmo tempo armar uma equipe competitiva.

Sem altos investimentos, o Campinense conseguiu contratar um bom técnico e foi fazendo um elenco barato, mas capaz de surpreender. Não foi à toa que o clube conseguiu o título de campeão paraibano de 2021, derrubando os favoritos Botafogo e Treze. A partir daí, já conseguiu grana para 2022, com a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil, duas das competições mais rentáveis do País.

Veio a Série D e os pessimistas de plantão, desta vez eu tinha aprendido com Phelipe e não estava mais incluído, disseram que o clube não passava da primeira fase, porque não tinha time para isso. Aí novamente o Campinense queimou a língua dos críticos. A Raposa está na terceira posição do grupo e caminha a passos largos para a classificação à segunda fase, com méritos. Se em um primeiro instante queimei minha língua e gostei disso ter acontecido, agora não quero queimar mais, pelo bem do clube, de sua imensa torcida e também do
futebol paraibano. Eu acredito que o Campinense vai se classificar para a segunda fase da Série D. A diretoria da Raposa está de parabéns. Que continue assim e não deixe a peteca cair.


[email protected]

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.