Início Colunas
Sony Lacerda

A política também é a arte de unir opositores, não inimigos, com dois pontos de consenso: o Brasil e a democracia. A convite do ex-ministro Nelson Jobim, o ex-presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se reuniram para um almoço “com muita democracia no cardápio”.

“Os ex-presidentes tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia”, diz a postagem na conta pessoal do petista, no Twitter.

Quando se trata de oposição, os eleitores – ou grande parte destes – têm uma visão deturpada de que adversários precisam ser, necessariamente, inimigos. Ou ter que discordar só porque o outro concorda. É esse pensamento que precisa ser mudado, ser dado como exemplo. O fato de Lula se reunir com FHC, não significa que serão amigos íntimos ou aliados de última hora.

Claro que muitos eleitores foram levados a pensar dessa forma. E que essa forma de pensar está mudando porque os políticos também estão em evolução, mas pela renovação do que mesmo por vontade dos que aí estão.

A foto mostra dois homens públicos, com uma história dentro da história desse país, e que não podem ser desconsiderados ou subestimados. A conversa, o diálogo e a democracia têm sempre que estar acima de egos. Infelizmente, a nossa política é repleta de egos inflados e pouca atitude democrática. E assim o Brasil vai caminhando… de ré, como diria “lá em nós”.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.