Início Geral

Com ‘missão cumprida’, treinador agradece carinho recebido no Atlético-PB

Faltavam duas rodadas para acabar a primeira fase do Campeonato Paraibano de 2017, e o Atlético de Cajazeiras, depois de um excelente início de competição, acumulava tropeços e acabara de deixar o G4, ficando fora da zona de classificação para as semifinais. A diretoria decidiu demitir o treinador Ederson Araújo, e para chacoalhar o elenco atleticano em busca de uma vaga no mata mata, apostou em um nome conhecido do torcedor cajazeirense para assumir o clube.

Leia mais notícias de Esporte no Portal Correio

Em 2016, Cleibson Ferreira chegou ao Atlético-PB com a missão de evitar o rebaixamento do clube. No quadrangular da morte, enfileirou vitórias e manteve o Trovão na elite estadual. Em 2017 ele voltou com a missão de levar o clube de volta a uma fase final do Paraibano, fato que não ocorria desde 2007, quando o time foi vice campeão estadual.

“O objetivo era entrar nas semifinais, algo que há dez anos o clube vinha tentando. Ser campeão é o objetivo de todos que chegam em uma fase final, mas infelizmente não deu. O primeiro jogo em casa, em uma noite infeliz, onde falhamos e pagamos caro pelo erro, deixando uma tarefa muito difícil no segundo jogo, mas mesmo assim jogamos bem dentro de nossas condições, com um jogador a menos desde o primeiro tempo, o que tornou muito mais árdua a missão, mas ao mesmo tempo dignificou ainda mais a nossa participação”, disse o treinador.

Apesar da derrota por 4 a 0 no agregado para o Botafogo-PB pelas semifinais, as vitórias contra Internacional-PB e Serrano, ainda na primeira fase, e que levaram o Atlético-PB para o mata mata, entraram para a história do treinador e para os torcedores do clube, que assim como a diretoria, fizeram questão de demonstrar publicamente o agradecimento ao treinador, que para muitos, por duas campanhas em que conseguiu chegar aos objetivos buscados pelo Trovão Azul, já ficou na história do campeão paraibano de 2002, que agradeceu e retribuiu o carinho.

“Fico muito lisonjeado por este reconhecimento por parte daqueles que coordenam, torcem, administram, conhecem, escrevem sobre e divulgam o clube. De uma coisa eu tenho certeza, o Atlético faz parte da minha história, me trouxe muitas alegrias e realizações. Ter o nome cantado pelos torcedores no estadio lotado, isso levarei comigo para o resto de minha vida”, confessou.

Sobre seu futuro, Cleibson Ferreira disse que agora é momento de descansar. No início do ano ele assumiu o Maranhão Atlético Clube, e também levou o clube as semifinais do primeiro turno do Campeonato Maranhense. Horas depois de deixar o comando do time, foi anunciado em Cajazeiras como técnico atleticano.

“Agora vou pra casa ver o que Deus tem preparado para mim. Foi um primeiro semestre intenso. Levamos o MAC para as semifinais do primeiro turno, em seguida voltei para Cajazeiras e levamos a equipe para a semifinal tanto aguardada pelo torcedor. Realmente um primeiro semestre inesquecível na minha vida. Vou descansar, ver alguns convites e sondagens, espero que se concretize alguma situação em breve, enquanto isso vou descansar, curtir a família e estudar, afinal temos que estar preparados para grandes voos”, concluiu Cleibson.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.