Início Geral

Comédia brasileira é destaque no Estacine deste fim de semana, em JP

O projeto Estacine deste mês traz duas novas mostras de cinema: ‘Comédia Brasileira e Mostra Almodovar’. Os filmes serão exibidos neste fim de semana às 16h, no miniauditório da Estação das Artes, prédio que fica ao lado da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. A entrada é gratuita e obedece a classificação indicativa de idade.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

Neste sábado (23), dentro da Mostra Comédia Brasileira, será exibido o filme: ‘Trair e Coçar é só Começar’ (2006). O filme conta a história de um condomínio de classe média alta, em que uma confusa e intrometida empregada, Olímpia (Adriana Esteves), sempre considerou seus patrões, Inês (Bianca Byington), uma arquiteta, e Eduardo (Cássio Gabus Mendes), um médico, o casal mais perfeito e apaixonado do mundo. Eles estão prestes a completar 15 anos de casados, o que faz com que Olímpia e Inês preparem uma surpresa a Eduardo, que está retornando de um congresso em Brasília. Porém Olímpia erroneamente supõe que Eduardo esteja traindo a esposa com Salete (Lívia Rossy), uma dançarina que Eduardo conheceu na viagem de volta. Logo ele começa a pensar que Inês está tendo um caso com Cláudio (Otávio Muller), o síndico do prédio. Cristiano (Mário Schoemberger) e Lígia (Mônica Martelli), que também são casados e se amam, são também vítimas de interpretações erradas, que causam ainda mais confusões. Em pouco tempo mais pessoas são envolvidas e o prédio vira um pandemônio.

No domingo (24), na Mostra Almodovar, será exibido outro grande filme de Almodovar ‘Fale com Ela’ (2002). O filme começa com uma cortina de flores e franjas douradas sendo aberta, revelando um espetáculo de Pina Bausch, Café Müller. Na plateia, dois homens estão sentados juntos por mero acaso, pois não se conhecem. Eles são Benigno (Javier Cámara), um jovem enfermeiro, e Marco (Dario Grandinetti), um escritor de quarenta e poucos anos. No placo estão duas mulheres de olhos fechados e braços estendidos, movendo-se ao som de The Fairy Queen, de Henry Purcell. A apresentação é tão comovente que Marco se põe a chorar. Benigno vê o brilho de suas lágrimas na escuridão do teatro. Ele gostaria de dizer a Marco que também está comovido, mas falta-lhe coragem. Meses mais tarde, os dois voltam a se cruzar na clínica particular El Bosque, onde Benigno trabalha. É que Lydia (Rosario Flores), a namorada de Marco e toureira profissional, foi ferida por um touro e está em coma. Por acaso, Benigno está cuidando de outra mulher também em coma, Alicia (Leonor Watling), uma jovem bailarina. Quando Benigno vê Marco passar em frente ao quarto de Alicia não pensa duas vezes e vai falar com ele. É o início de uma profunda amizade, tão linear quanto uma montanha russa. Durante esse período de tempo suspenso dentro das paredes da clínica, as vidas dos quatro personagens seguem em todas as direções: passado, presente e futuro, conduzindo-os em direção a um destino inesperado.

Especialmente neste domingo (24), o projeto terá a presença do comentarista Sandro Alves de França, que é formado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba e também estudante de jornalismo pela UFPB. Editor geral do site Janela 7, repórter e colunista do portal de notícia Paraíba Já.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.