Entenda como é feita a castração dos pets

Operação é feita buscando eficiência com baixo custo

Muita gente já sabe os benefícios de castrar seus bichinhos e a idade certa, mas desconhece como a cirurgia é feita. Entre as muitas dúvidas, estão o medo da anestesia e os cuidados pós-operatórios. Mas aqui você entenderá o ponto a ponto dessa intervenção que pode melhorar a qualidade de vida do seu animal.  

O primeiro passo é fazer exames de sangue para ver se o pet está apto a ser castrado. A triagem inclui avaliações da condição cardíaca e de fatores como idade e raça. Se estiver pronto, o animal deverá ficar 12 horas em jejum de comida e água para tomar a anestesia. Depois, é sedado e os pelos na região são raspados para a cirurgia.  

“Em todos os casos, é usada a anestesia geral, com aplicação de um tranquilizante. Logo em seguida, é utilizada uma injeção de anestésico geral que, segundo Hélio, pode ter várias combinações e efeitos. De forma geral, a anestesia é segura e não compromete a viabilidade da cirurgia”, garante a Dra. Meire Silva, médica veterinária e coordenadora de Medicina Veterinária do Unipê.  

Busca-se eficiência com baixo custo. O procedimento, que deve ocorrer em um centro cirúrgico com toda a biossegurança, dura conforme a experiência do cirurgião: quanto menor for o tempo, menor é o custo, pois a anestesia tem prazo de duração limitado. Em geral, a cirurgia varia entre 30 e 40 minutos em fêmeas e entre 20 e 30 minutos em machos. Às vezes, leva-se mais tempo para o animal ser anestesiado do que castrado.  

Curiosidades  

Toda intervenção cirúrgica pode envolver efeitos colaterais e não é diferente com a castração. Mas ela é uma intervenção segura e benéfica a longo prazo. Animais castrados, tanto machos quanto fêmeas, viram mais comilões do que o normal, o que pode levá-los a desenvolver obesidades. Os felinos esterilizados apresentam maior risco de diabetes em função da elevação dos níveis de insulina a aumento de ingestão de alimentos pode elevar as taxas do hormônio para compensar o exagero.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.