Moeda: Clima: Marés:
Início Recomendamos

Como parar de fumar? Confira as orientações dos médicos especialistas

Dia 31 de maio foi o Dia Mundial Sem Tabaco, data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar as pessoas sobre as doenças e mortes relacionadas ao tabagismo. Mas como parar de fumar? É difícil? Quais as consequências do cigarro? No episódio do “Sem Contraindicação”, videocast da Unimed João Pessoa, médicos especialistas orientam sobre os primeiros passos para deixar a dependência do cigarro, onde buscar tratamento e como recuperar a saúde.

Para orientar a população, a apresentadora Linda Carvalho conversou com os pneumologistas Sebastião Costa e Thiago Fagundes Lins. Os médicos destacaram os problemas causados pelo cigarro, que tem afetado adolescentes e jovens, a dependência da nicotina, e também reforçaram que é possível deixar o tabagismo, buscando o tratamento corretamente.

O episódio relembra ainda as consequências do cigarro eletrônico e as motivações que levam as pessoas a fumar, incluindo transtornos de ansiedade e depressão e até mesmo a solidão.

Por onde começar?

Durante o videocast, os pneumologistas explicaram que o primeiro passo para abandonar o cigarro é tomar a decisão e não ter medo de começar os tratamentos, que envolvem o uso de medicações, psicoterapia e mudança de hábitos.

De acordo com o pneumologista Sebastião Costa, com as orientações médicas e força de vontade é possível deixar o cigarro. “Tome a decisão e procure ajuda. Se você quer parar de fumar e não consegue sozinho, procure um serviço [particular ou público]. Ninguém para de fumar se não tentar”, acrescentou o médico.

Por sua vez, o pneumologista Thiago Lins lembrou que muitas vezes o paciente pode ter medo de parar de fumar ou até mesmo de ter recaídas e desistir do tratamento. No entanto, segundo ele, é preciso trabalhar o autoconhecimento e ter persistência. “Parar de fumar é treino. Se tentou e não deu certo, é preciso entender o que aconteceu. A gente vai treinando o paciente. Ele vai se conhecendo. O tratamento médico farmacológico auxilia nisso, mas não é mágico. É trabalhar a questão do querer, do esforço e se conhecer”, disse o especialista.

Novos episódios

Toda semana tem um novo episódio do “Sem Contraindicação e o conteúdo é publicado no YouTube e no Spotify.

Os episódios também ficam disponíveis no Portal Unimed João Pessoa. Por esse canal, é possível interagir com a equipe responsável pela produção, enviando comentários e sugestões para o “Sem Contraindicação”.

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.