Início Geral

Concessão da Cagepa está vencida e JP também vai avaliar se irá renová-la

A Prefeitura de João Pessoa também avaliará a possibilidade de encerrar a concessão dos serviços de água e esgoto para a Cagepa. O assunto será tratado pelo prefeito Luciano Cartaxo (PSD), quando ele retornar da licença de 15 dias, que acaba logo após o Carnaval. Na Prefeitura de Campina Grande o processo está mais avançado e a Secretaria de Planejamento já avalia modelos de edital de licitação para contratação de uma empresa. Confira abaixo vídeo da TV Correio.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

No ‘Correio Debate’, da TV Correio, a jornalista Lena Guimarães revelou essa possibilidade também estudada por João Pessoa. “A Cagepa corre o risco de perder seus maiores mercados, onde estão 30,24% da população da Paraíba”, alertou Lena. Ela aborda o tema em sua coluna na edição desta quarta-feira (22), no jornal Correio da Paraíba.

As concessões das cidades de João Pessoa e Campina Grande para a Cagepa já estão vencidas. O argumento das prefeituras é de que a licitação para parcerias garantirá melhores serviços e tarifas mais baixas.

De acordo com a secretária de Planejamento de João Pessoa, Daniela Bandeira, a concessão para a Cagepa está vencida há muito tempo. Houve um pedido da Cagepa para a renovação, mas o então prefeito Luciano Agra não o atendeu.

Em 2015, Luciano Cartaxo determinou a elaboração de Plano Municipal de Saneamento, que identificou que apenas 40% da cobertura é simultânea (água e esgoto) em João Pessoa. Cartaxo já está com esse estudo em mãos e, nos próximos dias, deve decidir se renova ou não com a Cagepa.

Confira vídeo da TV Correio:

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.