Início Geral

Condenado, jovem deve ficar 26 anos preso por matar e enterrar mulher em fossa na PB

O jovem Ariosmar Santos, de 22 anos, foi condenado e deve cumprir 26 anos de prisão em regime fechado, conforme julgamento ocorrido nessa sexta-feira (27), no fórum desembargador Evandro de Sousa Neves, em Juazeirinho, a 190 km de João Pessoa, no Cariri paraibano. Ele é acusado de matar e enterra a ex-mulher em uma fossa, na mesma cidade, em 2013.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Inicialmente, Ariosmar havia se apresentado à polícia, um dia depois que o corpo dela foi achado, mas foi liberado porque não houve flagrante.

No dia 19 de junho de 2013, ele já havia sido foi preso após mandado expedido pela juíza Isabelle Braga Guimarães, da comarca de Juazeirinho, e levado para o Presídio Regional de Patos, no Sertão paraibano, onde ficou aguardando o julgamento que ocorreu nessa sexta-feira (27).

Ariosmar foi condenado por ter matado a ex-mulher, Michele Tavares da Silva, de 19 anos, no dia 5 de junho de 2013, e a enterrado em uma fossa séptica no quintal de uma casa, naquela mesma cidade do Cariri. O corpo foi encontrado quatro dias depois, pelo pai da jovem, que teria recebido a informação através de uma ligação anônima.

Ela deixou uma criança que já tem dois anos e atualmente mora com os avós maternos.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.