Início Geral

Confiança nos pequenos negócios cresce e média da PB fica acima da nacional

A expectativa dos donos de micro e pequenas empresas com relação ao cenário econômico atingiu o nível mais elevado do ano, segundo apontou o Índice de Confiança de Pequenos Negócios (ICPN), pesquisa realizada pelo Sebrae. O último estudo divulgado, realizado em junho deste ano, mostrou que a confiança do empresário paraibano está maior que a média nacional, com expectativas de aumento do faturamento e estabilidade no pessoal ocupado. O Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, celebrado em 5 de outubro, será comemorado com expectativas otimistas para este final de ano.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Em junho, o ICPN do país atingiu 98 pontos, tendo sido o maior do ano e o quarto mês consecutivo de melhora no nível de confiança. Na Paraíba, este índice atingiu 103 pontos, revelando que as expectativas dos donos de pequenos negócios são de que o mercado se expanda. A pesquisa mostrou também que 49% dos micro e pequenos empresários do Estado estão com perspectivas no aumento do faturamento e 84% esperam que o pessoal ocupado se mantenha estável.

“A cada mês, esses índices estão crescendo, o que indica que os pequenos negócios parecem estar iniciando seu processo de recuperação. Acreditamos que, com a melhora do nível de confiança destes empresários, há uma tendência de reaquecimento nas vendas nos próximos meses”, destacou o superintendente do Sebrae Paraíba, Walter Aguiar.

Ele ressaltou ainda a importância das micro e pequenas empresas paraibanas para o desenvolvimento da economia do Estado. Elas são responsáveis por 56% dos empregos formais da Paraíba e por gerar quase 30% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Os pequenos negócios representam 99% do universo empresarial da Paraíba e somam mais de 130 mil empreendimentos.

“Apesar de ainda estarmos passando por um momento de dificuldade econômica, muitos empresários continuam inovando e crescendo. O Sebrae fomenta esse crescimento, oferecendo cursos, consultorias, palestras, eventos e orientações em todo o Estado”, disse o superintendente. Ele acrescentou que as empresas paraibanas ocupam a segunda colocação no ranking nacional de sobrevivência de empresas, com uma taxa de 81%. Ou seja, após os dois primeiros anos das empresas abertas na Paraíba, de cada dez, mais de oito continuam no mercado.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.