Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Conselho Regional de Educação Física faz alerta sobre falso profissional

O Conselho Regional de Educação Física da Paraíba (CREF10) alerta a sociedade sobre um falso personal trainer, identificado inicialmente como Tiago Santos Silva, que foi preso na última terça-feira (28), em João Pessoa, por exercício ilegal da profissão. O suspeito, com nome verdadeiro (divulgado pelo CREF10) de Tiago Lins Silva, normalmente apresentava uma cópia de identidade profissional de Alagoas para entrar nas academias, juntamente com uma cópia de CNH. Em depoimento à Polícia, ele não apresentou documentação comprovando ser um profissional habilitado. Após ser indiciado e apresentar um documento de identidade original, o detido, que não é formado e, mesmo assim, continua a oferecer serviços, foi liberado para responder em liberdade.

De acordo com o presidente do CREF10, Francisco Martins da Silva, é preciso que as academias e os alunos do falso personal trainer não aceitem os serviços dele, já que isso pode trazer danos à saúde. “É um caso de desrespeito à profissão. Não podemos corroborar com a prática ilegal, porque pode trazer sérias consequências”, declarou o presidente, que completou informando que “se o acusado fosse formado e, realmente, registrado em Alagoas, até poderia transferir o documento para atuar na Paraíba, mas este não é o caso, porque ele nem se formou em Educação Física.”

Francisco Martins da Silva complementou dizendo que precisa haver união contra qualquer falso profissional. Para isso, ele pede o apoio das academias e dos alunos para que isso não aconteça.

A Redação do Portal Correio tentou entrar em contato com Tiago Lins Silva, mas ele não foi encontrado para comentar o caso.

Fiscalização 

O falso personal trainer estava sendo monitorado pelo CREF10 há algum tempo. Tudo começou com uma fiscalização de rotina, em uma academia de João Pessoa. “Ao solicitar o registro profissional do acusado, percebemos que ele só apresentava uma fotocópia do Conselho Regional de Alagoas. Entramos em contato com aquele órgão, que nos enviou cópia da documentação vinculada ao número de registro, juntamente com foto do verdadeiro Thiago dos Santos Silva”, revelou o diretor de orientação e fiscalização do CREF10, Bruno Moura.

“Constatamos que a documentação apresentada em João Pessoa havia sido adulterada. Dados como nomes dos pais e CPF estavam modificados para coincidirem com os dados do falso personal, além da área de atuação que foi modificada para bacharel, uma vez que a da original é licenciatura. Ele também teria modificado a cópia da própria CNH, trocando o nome do meio para coincidir com o da cédula profissional. Imaginamos que ele tomou essa atitude para que uma possível busca pelo nome de Thiago dos Santos Silva no site do CONFEF não revelasse a falsificação”, complementou.

Foi a partir dessa confirmação por parte do Conselho de Alagoas que a equipe de fiscalização do CREF10 passou a monitorar o falso profissional e, com o apoio da Polícia Militar, conseguiu efetuar a prisão.

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.