Início Geral

Constru??o de f?brica da Votorantim na PB ? discutida em audi?ncia p?blica

A construção da nova fábrica da Votorantim Cimentos em Caaporã, na Zona da Mata Sul da Paraíba, foi tema de discussão em audiência pública promovida nesta quinta-feira (30), no auditório da Secretaria Municipal de Educação. Na ocasião, foi apresentado à população o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental para a implantação da unidade industrial. Após a apresentação, a população fez sugestões e perguntas referentes aos impactos ambientais e sociais que deverão ser causados em decorrência da instalação da indústria.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O diretor técnico da Superintendência de Administração do Meio Ambiente, Ieure Rolim, destacou que a audiência é um instrumento crucial para garantir a participação da sociedade no processo de implantação do empreendimento. “É a oportunidade que a sociedade tem para conhecer o Estudo de Impacto Ambiental e seus diagnósticos e apresentar questões que ajudarão a nortear o parecer técnico. Este documento será encaminhado ao Conselho Estadual do Meio Ambiente, que autoriza ou não a licença para a construção da fábrica”, afirmou.

Questionada sobre as medidas adotadas pela empresa para atenuar a emissão de gases poluentes, a gerente de Meio Ambiente da Votorantim Cimentos, Patrícia Montenegro, destacou que o empreendimento utilizará tecnologia de última geração. “A fábrica terá filtros de manga da tecnologia mais avançada disponibilizada hoje no mundo para reduzir a emissão de poluentes. Assim, será emitido menos da metade do limite que é considerado seguro pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente e Organização Mundial de Saúde”, ressaltou.

Com capacidade de produção de 2,2 milhões de toneladas de cimento por ano, a previsão é que a nova unidade comece a operar em dezembro de 2016. O projeto receberá investimentos de R$ 700 milhões e as atividades de construção da fábrica criarão aproximadamente 1,3 mil postos de trabalho na região na fase de pico da obra. Quando entrar em operação, a unidade vai gerar cerca de 600 empregos diretos e indiretos. Na audiência pública, os representantes da empresa reforçaram o compromisso de priorizar a contratação de mão de obra local durante as fases de construção e operação da fábrica, além de promover a capacitação profissional.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.