Início Geral

Conven??o do PMDB fica aberta, vice est? indefinido e vaga deve ficar com o PT

O ex-prefeito de Campina Grande Veneziano Vital do Rego (PMDB), que abriu mão de disputar o Governo do Estado, confirmou ao Portal Correio na manhã deste domingo (29), que o PMDB mantém a pré-candidatura do seu irmão, o senador Vital do Rêgo ao governo. O ex-governador do estado, Roberto Paulino, revelou durante entrevista a 98 FM, Correio Sat, que retirou seu nome da vice para ceder a vaga para o deputado federal, Major Fábio (PROS). Porém, neste domingo (29), a aliança entre PMDB e PROS não foi consolidada e a vaga de vice ficou aberta, devendo ser preenchida pelo PT, como adiantou o senador Vital.

Leia também: Maranhão afirma que a candidatura de Vitalzinho e a dele representam o espírito da resistência 

Em contato com o Portal Correio, Veneziano confirmou que o ex-governador da Paraíba, José Maranhão, será o senador na chapa. ‘Vené’ adiantou que vai ser candidato a deputado federal. A deputada Nilda Gondim – mãe de Veneziano – não vai tentar a reeleição para a Câmara Federal.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio  

A convenção peemedebista aconteceu neste domingo (29), no Clube Cabo Branco, no bairro de Miramar, na Capital. O espaço foi decorado com placas de saudações aos integrantes da chapa majoritária. Há faixas dizendo: “Zé Maranhão, o senador da Paraíba”. A ata ficou aberta e deve ser concluída somente nesta segunda-feira (30).

Nos últimos dias, o partido viveu momentos de conflitos internos. Dúvidas em alianças com o PSB, de Ricardo Coutinho, e PSDB, de Cássio Cunha Lima, geraram entraves entre deputados e dirigentes da legenda.

Setores da imprensa revelaram reuniões noturnas onde teria sido sacramentada a aliança com o PSB, mas o deputado Trócolli Júnior (PMDB) negou na manhã deste domingo (29), as notícias que pipocaram nos portais de notícias e nas redes sociais sobre a retirada da candidatura de Vital do Rego.

Ele disse que não procedem tais informações e que ele e os colegas de bancada na Assembleia Legislativa, Raniery Paulino, Gervásio Maia, Manoel Júnior e o ex-prefeito do município de Patos, Nabor Wanderley, não concordaram com a possibilidade de aliança com os socialistas.

O Portal Correio tentou falar com o próprio presidente do partido, José Maranhão, mas ele não atendeu as ligações, assim como o restante da cúpula partidária.

Assista à matéria exibida na TV Correio HD.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.